Um dia de bosta

Postado por Unknown | | Posted On sexta-feira, 30 de outubro de 2009 at 22:21

- Um dia de bosta é quando você acorda 10h da manhã (10h é muito, mas muito cedo para um cara como eu) com o barulho de uma furadeira na parede do seu quarto e quando levanta tá um sol filho da puta que te impede de enxergar e o bom dia do seu pai com um sorriso no rosto vem com um “te acordei”?

- Um dia de bosta é quando você se senta no computador com uma xícara bem quente de café ao lado para tentar acordar e sem querer derrama todo ele no seu colo quando você ainda tá de shorts.

- Um dia de bosta é quando você tenta limpar sua perna e sua cueca do café quente que fez suas bolinhas se dividirem e ficarem mais separadas do que perna de ninfeta que descobriu que uma simples escova de pentear pode lhe dar horas de prazer sem sujar os dedos e sua mãe entra no quarto enquanto você está semi nu e pergunta com cara de assustada que diabos eu to fazendo a essas horas.

- Um dia de bosta é quando você após se limpar e seu pipi voltar a ficar encolhido para o resto do dia sua mãe volta para o quarto te dando sermão e falando coisas que nenhuma pessoa merece ouvir a essas horas da madrugada, então você de mal humor também briga com ela até seu pai aparecer e mandar você calar a boca e sair do pc até de noite, por ter desrespeitado sua mãe.

- Um dia de bosta é você ficar sozinho no quarto sem ter o que fazer e resolve tentar aprender a tocar no violão aquela música do nirvana que você tanto gosta mas sabe que nunca cantará igual ao Kurt, e ao perceber que a primeira corda está desafinada você tenta arrumar e ela arrebenta no seu dedo te fazendo sentir uma dor filha da puta.

- Um dia de bosta é quando após procurar em todas as gavetas uma corda substituta para a estourada, encontra uma velha e tenta repor para continuar tocando, mas esperto como sempre, aperta demais e ela também arrebenta.

- Um dia de bosta é quando você descobre que não nasceu pra tocar violão nem guitarra e que talvez sua salvação seja ser um baixista.

- Um dia de bosta é sair atrasado de casa para ir pro colégio e resolver usar aquela camiseta preta que tanto gosta num calor que nunca faz em sua cidade, correr para chegar a tempo naquela merda e aparecer todo suado, como se tivesse acabado de sair de uma sauna gay onde foi estuprado até suas pregas parecerem o portão do inferno recém invadido por um bando de ateus e ainda por cima ter educação física na 1ª aula.

- Um dia de bosta é quando você inventa de jogar futebol na educação física para se mostrar para aquela gatinha que ama boleiros e depois ter que aguentar mais 4 aulas dentro de uma sala fechada e suando até não sobrar nem uma gota de água no seu corpo para poder cuspir e quando consegue o cuspe cai na sua camiseta na frente de todos.

- Um dia de bosta é estar nessa mesma sala de aula numa sexta-feira, com apenas 10 pessoas na sala e você resolve jogar um pouco de baralho com os amigos para passar o tempo, mas mesmo assim continua prestando atenção no que o professor manco diz, você faz isso a aula inteira e faltando 2 minutos para acabar ele fica bravinho com o jogo e sai xingando todo mundo da sala.

- Um dia de bosta é a próxima professora nos deixar jogar baralho pois não tem como dar aula pra apenas 10 pessoas, pelo menos não da pra passar nada importante, então ela sair junto com todos os outros alunos que foram pra fora fumar e só os 3 continuam jogango baralho, a próxima professora entra na sala e também fica brava, nos manda pra casa mas o diretor não deixa.

- Um dia de bosta é saber 10 minutos depois que a professora vadia que nos mandou pra casa foi reclamar com o diretor sobre nossa jogatina, então o primeiro manco de tpm professor de uma matéria que ninguém se importa começa a dar um sermão e ai sim o diretor nos manda pra casa,  mas antes anota nossos nomes e promete uma suspensão.

- Um dia de bosta é chagar em casa mais cedo, não ter comida, não ter nada pra beber além de água e ouvir mais um pequeno sermão da mãe sobre ter saído mais cedo da escola, então vir para o computador, que se recusa a funcionar direito, abrir o editor de textos e escrever essa bosta de texto sobre essa bosta de dia.

  É, pode acontecer com qualquer um, mas tenham fé, uma hora melhora. Não consigo pensar em nada bom hoje que compense tudo isso, mas tenho certeza que amanhã acontecerá. Ou depois de amanhã. Ou depois… ou depois… ou depois…

  Lembrem-se, se seu dia começar uma merda, volte a dormir, porque ele NÃO irá melhorar. Beijos.

Coisas que eu tinha medo quando criança

Postado por Unknown | | Posted On quarta-feira, 28 de outubro de 2009 at 15:14

Prostitutas

  post1

   É verdade, não sei bem o porque disso, mas eu tinha. Acontece que um dia eu estava andando no centro da cidade com meu amigo, era a primeira vez que eu andava pelo centro de noite e aquilo já era bastante assustador para um garotinho filhinho de mamãe criado a leite ninho e nesquik de morango. Em uma das ruazinhas dessa assustadora cidade nos passamos perto de duas mulheres com roupas provocantes, rosto cheio de maquiagem e pernas grandes quando uma delas nos chamou. Eu realmente não fazia idéia do que elas queriam e ainda não sabia que elas poderiam nos levar para um mundo repleto de diversão e prazer, e principalmente não sabia distinguir uma mulher de verdade de uma mulher com pinto, então não sei se elas eram uma simples barra de chocolate lacta ou um kinder ovo com surpresinha desagradável. Nos dois fomos para perto delas.

  Chegamos e uma já disse que nos achou muito lindinhos, passou a mão no rosto do meu amigo e perguntou se nos teríamos algum dinheiro para ela nos mostrar algo. Quando eu saía eu dificilmente levava dinheiro, apenas a passagem do ônibus e olha lá, eu continuo sendo assim, mas que seja.

  Eu já estava assustado nesse momento, não falei nada e comecei a tremer um pouco, acho que eu pensava que elas iam nos assaltar ou algo do tipo, se eu soubesse que a única coisa que elas queriam roubar era minha virgindade eu seria um homem mais feliz hoje em dia e provavelmente esse blog não existiria. Ela disse que eu era tímido mas que não precisava ser, elas eram pessoas legais e perguntou nosso nome. Meu amigo mentiu o dele e eu disse o verdadeiro, elas fizeram mais algumas perguntas e riam toda hora, eu estava meio que desesperado, não sabia o que fazer. Até que me deu um pouco de coragem e disse que tínhamos que ir pra casa. Elas riram e uma deu um beijo em nossos rostos.

  Sem me despedir eu virei e comecei a andar, rápido, mais rápido, mais… quando eu vi estava eu e meu amigo na outra rua correndo feito corintianos de policiais e sem sequer olhar para trás. Sim, eu já corri de uma prostituta. Não me orgulho disso, mas eu era uma criança, meu pinto ainda nem dava conta de 5 dedos imagine de uma vagina experiente. Acho que meu amigo ficou com tanto medo quanto eu, só sei que nunca mais falamos sobre isso. Nem depois do ocorrido, quando pegamos nossos caminhos diferentes e fomos para casa, nem hoje em dia, que ainda o vejo regularmente.

Teletubbies

  post2

   Não era bem do desenho que eu tinha medo, eu até que assistia com meu pai em nossa antiga casa, e isso aconteceu um dia na casa do meu avô que era lá perto.

  Eles estavam conversando e lendo o jornal, quando meu pai começou a ler pra mim uma matéria dizendo sobre as suspeitas daquele jinkie winkie (sei la como se escreve isso) ser homossexual. Porra, eu nunca tinha tido contato com homossexuais, nem sabia exatamente o que significava, só sei que quando meu pai disse isso eu congelei. Na minha inocência eu não queria saber que um desenho tão fofo e popular tivesse um personagem que fosse essa coisa que eu não fazia idéia que era apenas um queima rosca. É, acho que eu tinha um pouco de medo de homossexuais, mas fazer o que né? Eu sempre fui um cara medroso desse tipo, tinha medo de tudo o que era novo para mim. Acho que é parte da infância, ter medo antes de saber o que é, ou eu era um super protegido com medo de aprender sobre coisas novas.

Quadro misterioso

post3

  Primeiramente quero explicar que não lembro qual quadro era, nem como ele era, coloquei essa foto porque fiquei com medo do menininho encapetado que está nela, mas o tal quadro misterioso ficava na casa de um vizinho de infância que era chamado de “Louquinho”, eu tinha mais medo dele do que do quadro, ele era drogado, batia nos pais e quando mandávamos ele pegar nosso pau ele realmente pegava e só soltava quando conseguíamos assoviar, era torturante, mas isso é outra história…

  Dizia a “lenda da rua” que ele ficou louco por causa desse quadro, que quando ele passava por ele tinha a impressão que a cabeça pintava se movia em sua direção, isso o fez enlouquecer e, como diziam as outras crianças, adorar o tal desenho como se fosse um chefe de uma seita satânica.

  Porra, isso me deixava assustadão, com direito a sonhar com o tal quadro. Só consigo me lembrar uma única vez que eu tive contato com ele, e envolveu também meu próximo medo, brigas.

  Era uma tarde normal na vila, estava com meus amigos na rua, eu sempre fui o mais novo de todos e também o mais zuado por eles, quando começamos a ouvir uns barulhos vindos da casa do louquinho. Gritos, choros, palavrões. Quando a mãe do louco saiu pra fora gritando que o filho tava querendo matar o pai. Eu fiquei parado e todos os outros mais velhos entraram na casa pra separar o cara. Demoraram bastante e eu nem sonhei em tentar ir. Logo a rua inteira estava lá dentro, a polícia chegou, foi uma zona. No final ele foi preso e os pais foram pra delegacia e eu, espertão como sempre, resolvi entrar na casa com o pessoal pra ver o estrago. Lá dentro estava o quadro, eu fiquei olhando fixamente pra ele enquanto os outros contavam suas mentiras pra me assustar. Juro que até tentei me mover no momento que fiquei sozinho pra ver se ele me acompanhava também mas nada aconteceu.

  Hoje já não sei quem mora naquela casa e nem quero saber que fim deu a esse quadro, só sei que isso me assombrou por muito tempo.

Brigas 

 post5

  Pra esse eu não tenho uma história, tem várias mas não quero fazer vocês perderem mais tempo aqui, eu tinha medo de qualquer tipo de briga, odiava isso de verdade. Quando acontecia alguma briga eu morria de medo, congelava, ficava escondido. Me lembro uma vez na festa do meu primo (um dos que sumiram no mundo, nunca mais tive contato com ele) que um de seus amigos ficou bêbado e começou a brigar. Era no bar do meu tio e só me lembro de haver muita gritaria, pessoas correndo, minha prima entrando e trancando a porta e depois meu primo entrando com o nariz sangrando e falando muitos palavrões.

  Também tinha medo de me envolver em brigas, eu era fraquinho, magricelo e estranho, não tinha o porte físico maravilhoso e escutural que eu tenho hoje em dia, com minhas pernas gostosas, meus braços fortes e minhas poses de macho de verdade que adquiri com o tempo

OgAAANLw3HaBmWmlIDWCETxTwelieMUeO-Sln93HUuLTgtcH9bYZGVEXjDWTK9ENcKoPJ8wpWM4tGa3MBDmsJnRiBcYAm1T1UE3n5q3JBG-dr26oaEm6hn3uTtKK

  Tenho orgulho da minha macheza hoje em dia.

 

  Mas brigas eu não entrava. Me lembro de uma vez que um cara queria me bater não sei porque e eu me recusei a brigar. Todos meus amigos ficaram fazendo pressão pra eu me levantar e apanhar dele, mas fiquei na minha e não cedi à pressão. Fui chamado de gay por um bom tempo, mas eu não ligava. Preferia ser um medroso com o nariz intacto do que um machão todo fudido. Até hoje não gosto de brigas, a não ser quando to bêbado que é legal brincar, dar socos no ar, não sentir dor, parecer um dançarino de balé em carvão quente. É legal.

Chuck

post4

  Ahh quem não tinha??

Profissão repórter

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 27 de outubro de 2009 at 15:33

Fomos até os confins do mundo para encontrar o “glamoroso” e simpático escritor desse blog que nos recebeu de tudo aberto e nos concedeu essa entrevista, é com você Caco.

images

- Então Luan, como você se sente sendo um vagabundo?
Ahh cara, é massa. Eu acordo tarde, durmo tarde, não saio de casa e tenho uma relação saudável com meu travesseiro, mas no fundo sinto um pequeno vazio dentro de mim que eu acho que poderia ser preenchido facilmente.

- Com um pinto?
Não Caco, não com um pinto, com algo grande talvez, algo que me fizesse se sentir mais homem.

- É, um pinto não ajudaria você se sentir um homem mesmo

- Mas diga lá Luan, que profissão você gostaria de ter?
Acho que eu seria feliz sendo um ator pornô/blogueiro. Juntar duas coisas que eu gosto de fazer seria muito gratificante, meu blog seria parecido com um blog de receitas, eu comeria de manhã e falaria sobre ela a noite, seria muito divertido, mas é claro que colocaria anuncios em todo o blog, e fotos do meu pinto

- Você acha que alguém iria querer ver seu pinto?
Não, mas seria meio que uma surpresa, eu colocaria um anuncio dizendo: “Clique aqui para conhecer seu novo amor, totalmente grátis e ainda por cima sem custo algum”, eles clicariam e tã rãããã surpresa, uma foto minha pelado com o pipi balançando tão alto que bateria na minha bexiga iria aparecer e eles ficariam com uma cara de cu querendo sugar.

susto

- Qual é seu maior sonho?
Ser reconhecido pelo que eu faço bem.

- Tipo, entrar no livro dos recordes como o maior punheteiro do mundo?

- Ok, me desculpe mas eu não aguentei, vamos continuar nossa entrevista avassaladora que está dando uma puta audiência para nossa emissora e estamos quase ganhando das pegadinhas picantes do concorrente. Luan, me responda com sinceridade: você me acha atraente?
Não, mas eu comeria… de volta

- Qual o melhor filme que você já viu esse ano?
Brüno

- E o pior?
Dragon ball

- E o mais quente que te deu vontade de bater uma?
Brüno… ahh o que foi? O pinto dele é grande

- Você já teve sonhos homossexuais?
Com homens?

-Não, com cabritos seu inútil
Nunca¬¬

- Você acha que essa entrevista está inútil demais e sem graça?
Acho, mas o show tem que continuar.

9754flores2- Por que você colocou flores no meio desse post?
Porque  eu não tinha nada melhor pra escrever e quis enrolar vocês com a beleza dessa flor

- Não acha que mulher semi nua faria isso melhor?
Você acha que alguém já chegou a ler até aqui?

- Não… mas vamos continuar com sua vida pessoal. Luan, por que você não arruma um emprego?
Bem, eu gosto de ser um vagabundo sem vida social que não faz nada mais do que ler blogs, assistir séries e beber, eu gosto disso e quando eu achar um emprego que me deixe fazer isso eu vou aceitar.

- Então você é realmente um vagabundo que não sai da frente do pc?
Sim

- Já que é assim, pode me explicar uma coisa? PORQUE DIABOS MESMO SENDO UM VAGABUNDO VOCÊ PASSOU UMA SEMANA SEM ATUALIZAR ESSA PORRA DE BLOG?????

 

  Ainda não tenho resposta pra isso pessoal, mas vou compensar em breve quando eu conseguir algo bom para escrever, enquanto isso culpem o Glauco por esse post de merda, ele me pressionou pra escrever algo rápido e tenho medo dele então postei isso aqui.

Meu amigo pegador parte 2

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 20 de outubro de 2009 at 12:46

Essa é de quando ele tava namorando

namoro

  Imaginem a cena: Dois grandes amigos meus estão namorando ao mesmo tempo com mulheres bonitas (e meio chatinhas), então resolvem sair todos juntos, para um encontro de casais no shopping para ver um filminho romântico e namorarem. Até ai tudo bem, eu só ainda não entendi porque o filho da puta daquele maldito Ruann resolveu chamar eu para ir junto.

  Sério, mas eu não sabia que seria assim, um dia qualquer ele liga aqui em casa dizendo: “E ae cara, sus? Vamu no Shopping com nóis dá uns rolé amanhã, eu e o Felipe vamu e tamu tentando levá umas mina”. (Sim, ele fala desse jeito mesmo sendo um branquelo morador de um bairro chique, acho que tentar parecer um vida loka favelado que é o sucesso da vida amorosa dele, mesmo falando isso usando um nike e com um celular de 2 mil reais no bolso… vai entender)

  Eu aceitei né? Afinal, iríamos no shopping ver algum filme de macho com os amigos, depois iríamos beber cerveja até sermos expulsos de lá por vomitar no balcão do habbib’s e por fim pegaríamos as meninas que eles iriam levar e transaríamos com elas no meio de uma praça com uma igreja ao fundo… isso que eu achava que ia acontecer, mas nunca é como eu quero.

  Ok, cheguei lá, fiquei 1h esperando eles no lugar marcado como já é de costume (eles nunca chegam na hora, eu tenho essa porra de problema de pontualidade e tenho que ficar esperando a vontade deles de aparecer), e finalmente eles aparecem no horizonte, mas não estavam trazendo quatro, não estavam trazendo três, não estavam trazendo nenhuma, os desgraçados chupadores de rolas semi mortas estavam trazendo com eles duas meninas, suas putas namoradas. Nessa hora eu já pensei: Fudeu. O que eu to fazendo aqui?? Porque eu vim pra essa merda? Porque eles não tiveram o bom senso de me deixar dormindo em casa com meu braço imaginando uma pegadinha picante do sbt e me divertindo?

  Vocês já ficaram de vela alguma vez? É uma das piores coisas que existe (a pior é estar namorando com aquelas meninas), pior que eles chegaram de boa, fingindo que nada estava acontecendo, me comprimentaram com um grande abraço, as meninas olhando pra mim com uma cara de: Você veio sozinho? O que ta fazendo aqui? Os dois me pegando e abraçando como se eu estivesse fazendo uma puta falta na vida deles e precisassem urgente de mim.

  Tá, continuei com eles, não poderia ir embora nem se eu quisesse, eles são idiotas demais pra perceberem o meu constrangimento. No shopping nos andávamos, os dois de mãos dadas como todo casalzinho feliz deve andar, e eu sozinho no meio com cara de cu e o rosto vermelho. Não falei quase nada, vimos o filme onde eu tentei sentar o mais longe possível deles mas eles me puxavam para perto, depois fomos tomar um chopp por lá (só eu tomei, namoradas não deixam seus machos beberem. Se fosse comigo já tinham levado um pé na bunda faz tempo), eles tentavam com todas as forças fazerem eu me sentir bem, como se isso fosse possível, puxavam conversa, me abraçavam, pediam pra eu contar sobre minha vida…

  No final consegui ir embora, vim sozinho porque os dois foram para a casa de uma para transarem, até hoje não consigo entender porque eu fui chamado pra isso, se pelo menos quisessem que eu comesse suas namoradas na frente deles pra realizar algum tipo de fetiche eu entenderia, se quisessem que eu comesse eles na frente de suas namoradas pra ela realizar algum fetiche eu entenderia, se eles quisessem que eu filmasse e postasse na cnn o vídeo e batesse umas olhando pra ele, isso eu entenderia. Mas não, fui feito de idiota por um dia inteiro, e o que recebi por isso? Uma viagem de ônibus lotado enquanto eles transavam violentamente com suas putas de acesso free.

  Hoje em dia nenhum deles mais está namorando com elas, não citei nome das meninas aqui porque to poko me fudendo pra elas e não me interessei em saber seus nomes não achei que seria certo, e o Ruann me permitiu usar o nome dele de verdade, então pessoal, no post anterior o Carlos na verdade era o Ruann se vocês não conseguiram entender.

  Até a próxima história desse destruidor de auto estima que é meu amigo, nunca falamos sobre esse acontecimento, mas agora ele irá se tocar e sei que nunca mais passarei por isso novamente. Não dá para eu me vingar arrumando uma namorada falsa e fazendo ele passar por isso porque provavelmente ela iria se apaixonar por ele na primeira olhada e eu ficaria de vela de volta, então o único jeito de eu me sentir melhor é escrevendo esse post para todos lerem.

Meu amigo pegador

Postado por Unknown | | Posted On sexta-feira, 16 de outubro de 2009 at 11:26

Obs: Nomes trocados para preservar a identidade do Ruann

palhaco(assim que eu me sinto perto dele, um palhaço mal humorado sem ação)

   Tempos atrás eu estava voltando de uma festa com esse meu amigo “Carlos” – Carlos é o típico cara pegador, ele fala “vem” e parece que todas as mulheres bonitas do mundo escutam e vão mesmo atrás dele, só porque ele é alto, tem um rostinho bonitinho, cabelo sexy, tem bom papo, narigudo, com uma bundinha dura e chupa bem, não entendo porque todas amam ele – estávamos no ônibus conversando sobre coisas retardadas e sem sentido quando entrou duas meninas lindas e ficaram perto da gente. Um tempinho depois ele olhou para elas e disse em voz bem alta: “Olha lá Luan, que meninas linda cara, perfeitinhas” e eu com voz baixa e meio tímido: “São mesmo”

  O massa é que ele fala isso, encara elas por uns 5 segundos e já vira pra mim pra continuar a conversa como se nada tivesse acontecido. O caminho do ônibus é longo, então ficamos conversando por mais um tempo parados no lugar quando uma delas veio até nos se apresentando:
- Oi meu nome é (não querem que eu me lembre o nome dela né? As vezes eu não lembro nem do meu), eu e minha amiga ficamos espantadas, como você fala que somos lindas e nem vêm falar com nos? Fica ai conversando com ele como se nada estivesse acontecido. 
  Ai o Carlos falou:
- Desculpa, é que sou bastante tímido.
- Isso tira a sua timidez?
Ela disse isso e agarrou o cara dando um beijo de lingua no filho da puta. Eu fiquei lá, observando os dois e pensei comigo: Bem, a amiga dela logo vai vir e fazer o mesmo comigo.

  Mas é claro que isso não aconteceu, por “coincidência” todos eles desciam em um terminal antes do meu, desceram e eu fiquei lá, com cara de idiota no meio do ônibus sem ter pego ninguém e sem sequer tido coragem de falar com a outra. No dia seguinte ele me ligou contando todos os detalhes (odeio amigos que pegam várias mulheres e ficam contando os detalhes pra mim, eu fico lá, parado, por horas apenas ouvindo e sem ter sequer um história boa pra contar, maldita inveja).

  Outra grande cantada dele que deu certo foi a tática do celular, um dia ainda terei coragem de fazer essa:

  No centro, nos dois estávamos parado numa praça olhando o movimento quando chegou uma menina ali perto, ele pedir pra mim ligar pro celular dele e desligar logo em seguida, então ele “atendeu” e começou a conversa com ele mesmo:

“ E aee Felipe, beleza cara? Estou no centro com o Luan. Isso, aqui na praça. Calma ai cara que vou dar uma olhada;
  Sim, tem uma menina linda aqui perto (começou a olhar pra ela). Não Felipe, não vou descrever ela pra você, venha aqui ver se quiser. Ok, ela é muito perfeitinha, olhos lindos e rosto angelical. Com certeza, essa daria pra casar até (ela já tinha ficado muito envergonhada nesse momento). Não, não adianta, não vou perguntar o nome dela pra você e nem tirarei uma foto, ausuasuhauhsua
(chegou na menina)
  Oi, com licença, meu amigo perguntou se posso tirar uma foto sua, ai ele saberá exatamente o que pedir de natal pro papai Noel.”

  Não sei como ela riu dessa cantada de merda, mas ele continuou:
” Então, esse papo do celular não colou né? Mas você não acha que mereço um beijo pelo meu esforço?”

  É, mais uma vez ele ficou com outra menina na minha frente enquanto eu chupava os dedos, por isso acho que ele é um tremendo de um filho da puta. Eu NUNCA fiquei com nenhuma menina perto dele, mas eu entendo, quem iria querer eu quando se tem um Deus grego narigudo desses?

  Tenho várias outras histórias sobre o Carlos e seu pinto de diamantes, mas só de pensar nelas faz eu me sentir mal, então chega de falar dele. Meus outros amigos são tão fracassados no amor quanto eu, mas deles também não quero falar.

  Ele pode ser bonito, simpático e pegador, mas eu sou melhor… ou não. Um dia pegarei ele e farei ele gostar tanto que nunca mais vai querer saber de mulher, então eu o largo e ele entra em depressão, se mata e sobra todas pra mim. rsrsrs

Carlos

                    Esse é ele procurando o tesouro que logo será enterrado em alguma ilha próxima.

  - Eu iria esperar ele entrar no msn pra eu ver se podia publicar esse post, mas como isso ta pronto a 2 dias e ele ainda não entrou… foda-se.

O que é liberdade de expressão?

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 13 de outubro de 2009 at 17:48

  Liberdade de expressão é eu poder sair na rua semi nu após uma orgia desenfreada com seres inanimados e gritar com um alto falante que meu pau grudou em um chiclete em baixo da cadeira.

  Liberdade de expressão é eu poder contar meus sonhos eróticos nesse blog para quem quiser ler.

  Liberdade de expressão é eu poder dizer pra minha mãe que o frango que ela fez no almoço estava cheirando tão mal que a ervilha que o acompanhava está pulando da minha bunda a cada peido que eu do.

  Liberdade de expressão é eu poder discutir filosofia com meu cachorro sem que Nietzsche apareça em minha casa vestido de samambaia e tente a todo custo retirar a maconha de perto de mim.

  Liberdade de expressão é eu poder dizer pro meu melhor amigo que já me masturbei imaginando uma suruba com ele e a namorada na minha cama fazendo tudo o que eu quiser.

  Liberdade de expressão é eu poder dizer livremente que assisto tv globinho todo dia e me masturbo vendo as pegadinhas picantes do SBT (afinal, peito é peito).

  Liberdade de expressão é eu dizer quase diariamente nesse blog que sou virgem e um fracasso com as mulheres sem ter gente na minha “vida real” me enchendo o saco perguntando se isso é verdade ou não.

  Liberdade de expressão é eu ter uma conversa com meus amigos aqui em casa sobre o tamanho de nossos pênis e as vantagens e desvantagens que isso nos trás todo dia.

  Liberdade de expressão é meu amigo pedindo para ver o meu após esse papo do parágrafo acima e eu deixar.

  Liberdade de expressão é meu pau poder cagar, minha bunda poder falar e minha boca poder andar.

  Liberdade de impressão é eu usar cartucho pirata, imprimir uma foto da playboy e ir bater uma no meu quarto.

 

  Créditos da idéia sobre o post pra Mah, minha amiguinha que vive me chamando de tarado mesmo sabendo que a culpa disso é sua gostosura avantajada que me excita até altas horas. Beijos.

Analisando o beijo

Postado por Unknown | | Posted On segunda-feira, 12 de outubro de 2009 at 14:34

beijo2111

  Eu sei que irei dizer muita merda aqui para algumas pessoas, mas vou dizer o que eu realmente sinto quando beijo alguém na boca, eu não sinto porra nenhuma. Pra mim é como se eu estivesse lambendo uma esponja molhada. Sério, não consigo ver graça em um beijo, deve ser pelo fato de eu nunca ter beijado alguém que eu goste, ou alguém que significasse algo pra mim, todas as mulheres que beijei eram loucas bêbadas solitárias que me pegaram só porque não tinha mais ninguém bêbado o suficiente pra fazer isso.

  Outra coisa que acontece comigo é que como vocês já sabem, eu tenho uma imaginação meio fértil e não consigo parar de pensar, não importa a merda que eu esteja pensando, mas não consigo parar, e com o beijo é a mesma coisa.

  Eu to lá, beijando, então começo a pensar em outras coisas, imaginar o que tá acontecendo ao meu redor, se tem alguém olhando, como o céu deve estar lindo, se devo ou não colocar a mão nas nádegas dela com tanta força que a próxima vez que ela cagar sairá uma pasta parecida com os sorvetes do mac donalds. Às vezes eu abro os olhos um pouquinho e volto a fechar. Acho que todos fazem isso, mas não sei quem foi que disse que beijo tem que ser com os olhos fechados, principalmente se eu to beijando uma baranga, eu deveria ter o direito de me distrair com alguma paisagem bonita ao invés de imaginar quantos homens ela já chupou aquela manhã.

  Meus pensamentos continuam na hora do beijo, é como se eu tivesse fazendo qualquer outra coisa nada excitante, nadando, comendo, lambendo uma lesma viva, sei la. As vezes eu me empolgo demais nos meus pensamentos e nem chego a perceber que ela já ta parando com os movimentos,  ai ela fecha a boca e eu dou aquela lambida no nariz dela, é constrangedor.

  Fora que as vezes eu me excito, mas não com os beijos em si, mas pelo contato dela comigo. Penso naqueles peitos cutucando os meus, aquelas coxas grandes roçando minha perna, o alvo já na mira mas sem poder atirar por enquanto, e começo a endurecer, isso é mais constrangedor que a lambida no nariz, porque ficar de pau duro nessas horas é foda, você tenta se afastar pra ela não perceber, tenta dar uma ajeitada na cueca pra ele ficar em uma posição que dê pra fingir que é meu celular, mas não adianta, no final já to todo gozado e nem mesmo toquei nela mais intimamente.

  Esses dias eu estava fazendo isso e abri o olho, nessa hora estava passando uma menina muito linda por perto, eu comecei a imaginar que divertido seria se eu continuasse beijando a ogrinha la, com os olhos abertos, desse uma piscadela marota pra gatinha passando, pegasse com força na bunda da minha garota e apontasse os dois dedos pra passante, isso tudo sem perder o charme do olhar. Claro que é difícil pra caralho manter o charme do olhar com sua mandíbula se mexendo como se você estivesse mascando 20 chicletes ao mesmo tempo, mas não custa tentar.

jesus(imaginem essa pose enquanto beijam outra pessoa)

 

  Com esse pensamento na cabeça eu não consegui me segurar e comecei a rir, é foda, rir enquanto beija é quase a mesma coisa que cantar enquanto faz sexo oral, broxante demais, ela me deu uma empurrada e perguntou do que eu tava rindo, foi triste isso, eu não sabia o que dizer, dei mais umas risadas e então inventei pra ela que abri os olhos um pouquinho e vi uma pessoa caindo de bicicleta ali perto. Acho que ela acreditou, ou achou que eu era um idiota, ou os dois. Só sei que é quase certeza que nunca mais verei essa menina na minha vida. Também to nem ai, nem sei o nome dela, nem sei se era realmente uma mulher, nem sei se eu beijei ela de verdade ou sonhei com tudo isso, mas até hoje tenho vergonha de mim mesmo quando penso nisso.

  Mas voltando, não vejo muita graça num beijo, o que faz ele ser especial? O que faz eu ouvir sininhos quando to beijando? Talvez tentar fazer isso com alguém que eu goste de verdade e que sonho com esse beijo toda noite? Eu tentei isso esse fim de semana, mas meu amigo disse que tava namorando e não poderia me ajudar. =P

  Digam nos comentários (ou por pensamento, já que pouca gente comenta aqui) o que acham disso, será que eu tenho problemas? Será que as meninas que eu beijei tinham problemas? Será que se você for uma gostosona e me beijar na cama mudará minha idéia? Aceito esse desafio se quiserem.  Depois conto aqui como foi a festa de aniversário desse blog, e como terminamos com 5 garrafas de velho barreiro, 2 de conhaque e 3 caixinhas de cerveja.

1 ano de blog \o/ \o/

Postado por Unknown | | Posted On quinta-feira, 8 de outubro de 2009 at 00:00

bolo_aniversario2 aguard_velho_barreiro

É hoje pessoal, o dia em que nosso querido Seguidores do Velho Barreiro completa 1 aninho de vida, 1 ano escrevendo merdas para pessoas desocupadas, 1 ano falando sobre minha virgindade e meus fracassos amorosos, 1 ano tentando ver peitinhos na cam e ainda não tendo sucesso nisso. Queria agradecer as pessoas que fazem esse blog ser o que ele é hoje, que desperdiçam seus preciosos tempos navegando nesse esgoto virtual, a pessoa mais importantes do mundo para mim que sem ela isso não seria possível, obrigado a mim mesmo \o/, e vocês que se fodam.

Esse blog tá com uma média de 80 visitas diárias, não é muito, na verdade é quase nada, mas um dia tenho esperanças que iremos crescer e ser famosinhos, um dia seremos um kibe loco, já estou me esforçando pra fazer piadas tão boas quanto as dele. Viram? Já to conseguindo.

Obrigado do fundo do meu machucadinho coração as pessoas que visitam todo dia esse lixo, as pessoas que entraram uma vez, viram que era uma merda e nunca mais voltaram, as pessoas que só entram aqui quando são obrigados por mim que fico flodando o msn com o link desse blog, enfim, obrigado a você, que está lendo isso agora.

Eu iria fazer uma promoção escrota do tipo: “Seguidores faz aniversário mas quem ganha o presente é você”, mas não tenho nada para dar além do meu corpo nu e molhadinho aparecendo na janela do seu msn, então foda-se, vocês que deveriam me dar presentinhos legais, não vice-versa.

Por fim, gostaria de agradecer a GTO, que mesmo eu não entrando mais lá, não falando com quase ninguém mais que conheci lá e não ter nem um pouco de vontade de voltar, foi o lugar onde conheci gente legal e pude ser quem eu realmente era, sem preconceito e com muito bom humor, foi lá que comecei a ser um idiota e que, conversando com vários blogueiros, tive a idéia de fazer o meu próprio blog e manter ele até hoje. Foi de lá ainda que vieram meus primeiros leitores (ainda acho que são os únicos até hoje, mas da nada), lá que vieram as primeiras pessoas que disseram que sou bom (aprender a mentir é crucial por lá), de lá que veio a pessoa que fez eu desistir disso por um tempo e de lá também que veio a pessoa que mandou eu me fuder na hora certa e me fez voltar a escrever porcarias pra vocês.

Espero que isso dure vários anos mais, e que, mesmo não sendo grandes, possamos ser felizes por muito tempo. Obrigado pessoal e continuem nos visitando, um dia tentarei escrever algo bom que interesse a vocês, enquanto isso, fiquem com a programação normal cheio de piadinhas sexuais sem graça, humor nonsense e sobre minha vida fracassada. Copiarei aqui o primeiro post desse blog, nossa apresentação:

"BEM VINDOS

By Luan

bem vindos ao seguidores do velho barreiro. um blog feito de um bêbado para outros bêbados (ou não), aqui falarei de coisas como: bebida, cigarro, mulher, bebida, masturbação, bebida, diversão, festas, bebida, merdas,bebidas, enfim. tudo o que é de bom será tratado nesse blog. até mais”

Se naquela época eu soubesse que não teria tanto sobre bebida aqui e mais sobre mulheres… Bons tempos esse que eu não dava nada por esse blog e hoje em dia é uma das únicas coisas que me fazem permanecer na internet.

Enfim, obrigado novamente e se quiserem me dar aquele presentinho bacana que a um ano to esperando, me add no msn: luansvb@hotmail.com mas se for uma puritana com vergonha de seus seios caídos… me chupem a noite inteira \o/

Até mais

Fatos irrelevantes que aconteceram comigo esse mês

Postado por Unknown | | Posted On quarta-feira, 7 de outubro de 2009 at 23:40

- Eu mijei no quintal, pra parecer um rebelde sem causas, malvadão mesmo, daqueles que são presos todo dia e meu cachorro, um poodle, lambeu meu mijo no chão.

- Na escola meu amigo perguntou:
* Então Luan, ta fim de ir ver crepúsculo com nos no cinema quando lançar?
eu respondi:
* Po, nem dá cara, eu tenho essa coisa…
* Que coisa?
* Um pinto
Ninguém entendeu e fui taxado de idiota.

- Eu tava saindo do banheiro com o cabelo molhado e meu primo perguntou:
* Tava tomando banho?
Eu respondi:
* Não, tava mijando de pau duro
O pior é que isso era verdade.

- Mataram 8 pessoas aqui perto de casa sábado e por isso vamos ficar 1 semana sem aula, ta repleto de policiais por aqui e todos estão com medo de sair depois das 22h de casa.

- Sonhei com uma menina que me lembro de ter estudado na 4ª série, ela tava muito gostosa e se apaixonou por mim. Ficamos mais ou menos uma hora se agarrando na frente dos meus pais até que saímos para passear. No caminho encontramos um amigo e eu acidentalmente chamei ela de Sheila, ela ficou puta da cara comigo por eu não lembrar o nome dela de verdade, eu disse que tava brincando e sabia que ela se chamava Carol. Ela me deu um tapa na cara e eu acordei, até agora não sei realmente o nome dela, só sei que ao acordar eu bati uma pensando nela, isso é deprimente…

- Vi a menina que eu gosto beijando dois caras diferentes no mesmo dia, pensei em entrar na fila mas desisti quando vi um desses sortudos comendo um doritos que estava quase no final. Quem beija um cara que acabou de comer doritos?? Seria mais gostoso beijar uma meia suja.

- Fiquei dois dias sem internet, liguei pro técnico, esperei o dia inteiro e quando ele chegou viu que o cabo do telefone tinha sido desconectado. Ele perdeu a viagem e eu fiquei com cara de idiota.

- Eu usei a técnica milenar de iniciar uma conversa com uma menina, cheguei bem perto dela e fiquei a encarando sem dizer nada por uns 3 minutos, até que isso ficou tão desconfortável que ela resolveu me dar oi. Eu não tive coragem de responder e saí rapidinho para bem longe onde não poderia escutar as risadas das amigas dela.

- Descobri que sou tão distraído que as vezes saio do banheiro sem ter terminado e molho todo o chão.

- Quando eu fico entediado eu deito na minha cama, jogo minha bola de basebol que tenho a 5 anos pra cima, fecho os olhos e tento pegar ela sem ver. Quando cai nas minhas bolas o tédio some por 5 minutos, no olho some por 3 e no copo de água ao lado some por 10. Quando a dor some eu faço tudo isso de volta, mas quando cai mais de três vezes seguidas nas bolas eu me excito e me masturbo.

- Descobri do pior jeito que imitar o Michael Jackson no banheiro pode te dar um bom machucado na testa.

- Me viciei no baixaki, agora meu computador ta cheio de programas inúteis que tenho preguiça de deletar. Ex: VMware Player: “Crie e emule máquinas virtuais de diversos formatos em seu computador e sem nenhuma complicação". PRA QUE DIABOS EU IRIA QUERER ISSO? NEM SEI COMO USA ESSA MERDA¬¬

- Eu descobri com quantos paus se faz uma coroa.

- Eu falo o dobro de merda quando to bêbado ou excitado, agora descobri que uma combinação dos dois me faz ficar insuportável.

- Baixei 47 videos de putaria esse mês, que me deu mais ou menos 17 horas e 37 segundos de masturbação, o que equivaleria a 40 sessões de sexo com uma mulher, com preliminares e a maioria deles estão guardados em uma pasta especial chamada de "Músicas recreativas".


Só consigo lembrar disso no momento. Até breve

Como responder a perguntas chatas

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 6 de outubro de 2009 at 15:27

Existem várias pessoas que fazem perguntas chatas para nos todos os dias, perguntas irritantes, sem sentido, as vezes apenas para puxar assunto, outras é algo que elas precisavam perguntar, e para responder, depende muito do humor que estamos no momento, eu gosto de dividir as respostas em 5 categorias, bom humor, mais ou menos bom humor, irritado/entediado, bom humor novamente e muito puto da vida. Quase nunca uso essa última, mas já pensei… e muito. Aqui colocarei poucas perguntas que odeio que façam para mim (pelo menos as 3 primeiras) e algumas que um dia sonho que alguém me faça… ou não.

interrogação copy

Porque não veio para a escola ontem?

Resposta educada: Não deu para eu vir por problemas pessoais

Resposta moderada: Porque não quis

Resposta mal educada: Não tava afim de ver sua cara feia por mais um dia

Resposta irônica: Não vim porque adoro de verdade ouvir esse tipo de pergunta e passei a noite em casa pensando se alguém faria ela para mim e me deixaria feliz por várias horas, então obrigado amigão

Resposta ignorante: Porque tava ocupado demais traçando sua mãe aquela puta sem vergonha que chupa tão bem que meu pau pensou que estava de férias em um spa, aquela velha tão bucetuda que aposto que se você quisesse voltar a seu lugar de origem ainda caberia la dentro, eu pelo menos coube certinho.

 

Você vai sair vestindo essa roupa?

Resposta educada: Vou sim, tem algo errado com minha roupa?

Resposta moderada: Sim, eu gosto dela

Resposta mal educada: Não, esse é só o meu disfarce, quando eu achar uma cabine telefônica eu me troco

Resposta irônica: Não, eu to na porta de casa, com a chave na mão, bem arrumado e só irei até o portão pra desfilar um pouco com minha roupa velha que odeio usar, só pra ela poder tomar um pouco de ar e se sentir melhor

Resposta ignorante: Porque antes de fazer uma pergunta tão retardada e inútil igual essa você não da uma olhada no espelho e veja o que você está usando? Isso é uma fantasia de ornitorrinco ou você simplesmente é feio o bastante pra ser comparado com um? Enfia sua opinião no cu e caga logo em seguida, tenho certeza que a privada irá adorar receber um pouco mais de merda.

Você fuma?

Resposta educada: Sim, é um vício que um dia pretendo largar

Resposta moderada: É, eu gosto disso e é meu problema

Resposta mal educada: Não, to treinando pra um campeonato de chupeta e como não encontrei nenhum pinto por perto resolvi tentar com isso.

Resposta irônica: Não, só coloquei isso na boca pra ver a fumacinha saindo e desaparecendo no céu, é tão divertido, me sinto como se fosse um trem, quer tentar?

Resposta ignorante: Algum problema com isso? Eu to jogando fumaça na sua cara? Bem, eu adoraria fazer isso pra ver você morrendo lentamente com o vício de alguém, então porque você não sai daqui e vá arrumar algo de bom pra fazer ao invés de encher a porra do meu saco?

Quer fazer um ménage à trois comigo e minha prima?

É, pra essa pergunta só existe um tipo de resposta, se você utilizar algo diferente de sim você tem muitos problemas. A não ser que seja sua irmã que propôs isso, ai você pode tentar várias outras respostas.

Você me ama? (Para mulheres que você conheceu a pouco tempo em uma festa cheia de bêbados)

Resposta educada: Veja bem… nos conhecemos a pouco tempo, ainda é cedo para dizermos isso um para o outro. Veja, cerveja grátis \o/

Resposta moderada: Por enquanto não, mas podemos nos conhecer melhor. Olhe, cerveja de graça.

Resposta mal educada: Não. Que tal uma cerveja grátis?

Resposta irônica: Claro, eu amo todas as mulheres que conheço a pouco tempo, amo você, amo sua mãe, amo a senhora que atrapalhou nossa transa porque realmente precisava do banheiro. Isso não é nada estranho, eu amo todos. Caramba, quem precisa de cerveja grátis?

Resposta ignorante: hahahahahahaha claro que não sua retardada, eu só queria te comer uma noite, você que quis continuar com isso e eu só to me aproveitando porque você realmente tem peitos lindos, mas fora isso você não é nada pra mim. Agora seja uma boa menina e me traga uma cerveja.

Você me ama? (Para homens que acabaram de te conhecer e só querem te levar pra cama)

Não darei respostas pra isso, porque os homens não irão querer fazer isso, vão por mim caras… é constrangedor, e elas podem ser bem cruéis quando querem… =(

Maldita, na próxima vez direi simplesmente que só quero transar, isso assusta menos.

Eu sempre quis ser um pegador

Postado por Unknown | | Posted On segunda-feira, 5 de outubro de 2009 at 16:46

TWO AND A HALF MEN TCA - 2007 CBS Summer Press Tour

  Cara, eu sou fã de pessoas fodas, meu grande herói é o Charlie Harper, do harper’s island two and a half men, seguido de perto pelo Barney, do seriado how i meet your mother (que to viciado, 4 temporadas assistidas em 4 dias), os dois são legítimos pegadores, caras fodas que mesmo não sendo assim tão bonitos conseguem a mulher que quiserem rapidamente. São bêbados, mentirosos, safados e odeiam relacionamento, ou seja, são exatamente o tipo de pessoa que eu gostaria de ser.

  Bem, ser um bêbado eu já consegui, mas ainda falta o resto. Queria ter o “poder” de iniciar uma conversa com alguma mulher sem ficar nervoso e dizer merdas do tipo: “Você é muito linda, ta afim de me beijar até minha lingua cutucar seus mamilos pela parte de dentro?” Eu queria poder usar todo meu poder de sedução, toda a minha lábia, minha beleza e minha facilidade em dizer mentiras pra conseguir isso.

  Esse fim de semana eu fiquei bêbado e descobri que não é uma coisa assim tão dificil, quer dizer, eu cantei minha prima, mas com ela foi fácil. Ahh qual é? Fazia tempo que eu não via ela, eu tava bêbado e ela mostrou fotos dela beijando na boca uma amiga, quem não se excitaria com isso? Mas foi divertido, festa de família, consegui convencer ela a ir, dei cantadas do estilo que faço no meu blog (descobrir que ser romântico é chato pra caralho e sempre me fodo com isso, então porque não fazê-la rir? Apesar de que “você é muito gostosa, posso por uma salsicha e um pouco de maionese dentro de você pra fazer um cachorro? Só cachorro, porque quente eu já estou faz tempo” não é uma coisa que arranca gargalhadas de uma menina e sim uma ligeira risadinha sem graça e um afastamento repentino para um lugar bem longe dali).

  Mas o que importa é que eu tentei, e fui bem, pelo menos nas partes que eu me lembro. Um dia conseguirei sair de meu casulo, vagar pelos bares requintados da cidade, mirar uma carne fresca com peitos, me aproximar e manter uma conversa saudável e bem sexy. No msn eu consigo ser eu mesmo, claro que no msn temos bastante tempo para pensar no que escrever, mas mesmo pensando eu falo um monte de merda, acho que só sou bom em falar merda, to destinado a me casar com uma mulher que tenha cara de cu (péssima essa, eu sei), mas no msn eu consigo dizer coisas que nunca conseguiria dizer na vida real, do tipo… 
- Então, quando eu me encontrar com você poderei te beijar loucamente por horas e dar batidinhas de leve no seu bumbum pra sentir onde que minha barriga vai se apoiar pelos próximos 20 minutos né?
- Eu moro no acre, dificilmente iremos nos encontrar
- Mas ainda posso sonhar com isso certo? E estou sonhando nesse exato momento. Vaaaiii que ta saindo, continua respirando que pra mim já ta beleza.

  É legal, eu canto elas assim, elas fingem que acreditam e que não me acham um louco pervertido, quando eu saio elas me bloqueiam, eu fico triste e adiciono chats nada a ver com meu msn fake e fico cantando outras tutinhas que não me dão moral e acham que sou estranho e retardado.

  *Assunto nada a ver com o resto do post*

  Quinta teve uma palestra na minha escola sobre… sobre… sei la sobre o que era, mas atrapalharam nossa educação física pra nos fazer ver isso, entrei la e a professora começou:
- Então, estamos hoje aqui pela glória de Deus, que ama a todos nos e devemos obedecer a Ele, nosso criador e poderoso Deus. Deus é muito grande, Ele nos fez e fez muito bem, e blábláblá, Deus, blábláblá, começou um teatrinho, blábláblá, mais Deus.

  Ai eu sai da sala, porra… última vez que ouvi tanto o nome de Deus em vão foi vendo um filme pornô americano, não dava pra aguentar, saí e fui jogar truco com uns caras até o diretor chegar e pegar nosso baralho.

*Voltando pro assunto do post mas não lembro sobre o que eu tava falando então deixarei em branco o parágrafo abaixo*

Hora das crianças

Postado por Unknown | | Posted On sexta-feira, 2 de outubro de 2009 at 16:41

Aline Barros - Bom É Ser Criança - Vol II - 1999

A história da Princesa Selestina

Era uma vez, uma jovem princesinha simpática e linda que vivia em seu castelo junto com seu pai, um rei amado e respeitado por todos da corte de Camelo Trindade, mais conhecida como Camelo T. Ela era muito feliz e alegre, do tipo que fazia qualquer pessoa a quilômetros de distância se sentirem felizes e atraídos pela jovem. Todo dia ao acordar, ela passeava pelos lindos campos ao redor do castelo, cumprimentando as pessoas com sua alegria constante e colhendo flores pelo caminho, mas existia alguém que não estava feliz com sua felicidade.

Certo dia, ao seguir uma trilha de migalhas de pão deixado, ela imaginou, por algum distraído fazendeiro a caminho do rio do outro lado da floresta, ela encontrou o que nunca imaginou encontrar: Uma casa inteiramente feita de doces. Resolveu bater, já que queria muito saber quem era o dono daquela magnífica obra de arte. Uma velhinha meio acabada e gorda, aparentando uns 100 anos de idade e com a barriga de quem tinha acabado de comer duas criancinhas gordas apareceu. Selestina começou a fazer várias perguntas para a velha até que ela se cansou e disse apenas para ela levar embora aquele único feijão que seu sobrinho, que tinha uma doença estranha que mais tarde seria conhecida como síndrome de down, tinha trocado pela preciosa vaca da velha, e como castigo a velha tinha apertado tanto os mamilos dele esperando tirar um pouco de leite que ele morreu de explosão leiteira obscena, que mais tarde também seria conhecida como um puta dum orgasmo.

A princesa não deu muita bola mas acabou levando o feijão, junto com algumas barras de chocolate que a fizeram ficar toda melecada com aquela coisa preta deslizando sobre seu queixo polido pelas mãos de Deus e caindo em seu decote arrasador que faria o rei Arthur sentar-se em volta iniciando assim as távulas redondas. Ela foi saltitante e nem percebeu quando seu feijão caiu e se auto plantou nas terras quentes e úmidas da floresta vaginal do reino de Camelo T. Ela percebeu que começou a crescer rápido demais e que pequenas frutinhas tinham nascido dos lados mas resolveu ignorar, ela não estava muito afim de acordar algum tipo de gigante adormecido, sabem como é, a imaginação da princesa era muito boa e ela realmente acreditava nessas coisas.

Ela seguiu seu caminho, caminhando e cantando e seguindo a canção até chegar em uma casinha pequenininha com 7 camas minúsculas mas achou que seria chato demais se 7 anões resolvessem a estuprar violentamente, pois já tinha visto alguns filmes pornôs com anões no redtube medieval e viu que não era uma boa idéia, ela preferia cavalos.

Seguiu seu caminho maravilhoso por uma estrada rodeada de flores, repleta de pássaros maravilhosos e cantantes, parecia um mundo perfeito, com árvores, pedregulhos em forma de estrela do mar, uma fadinha voando ao lado de um doente mental que não queria crescer e usava verde pra se camuflar na floresta escapando de uma garotinha que o tinha humilhado em público quando colocou uma pinça no lugar do braço e dizendo que era o único jeito de masturbar o pobre infeliz, uma escola onde pessoas dançavam músicas idiotas mas que faziam adolescentes vibrarem e pagarem por isso, quando finalmente chegou ao seu destino final, uma árvore de frutos secretos que davam a fórmula da juventude para quem experimentasse.

Sentada ao pé dessa árvore ela viu a mesma velha do 2º parágrafo que ofereceu uma maçã para ela. Ingênua e com fomo, ela aceitou e acabou desmaiando sobre os braços da velha ranzinza. Foi levada para a cabana de doces, onde a velha a colocou em uma cama e começou a cortar seus dedos um por um. Já acordada e com muita dor, a princesa viu que a velha segurava um alicate, tentou gritar, mas nesse momento dois de seus dentes foram subitamente arrancados com a força de dois cavalos nigerianos pisando sobre sua gengiva. A velha queria mais e começou a arrancar as unhas dos dedos do pé da princesa e se masturbava com seus gritos estridentes. Logo depois fincou uma navalha nos seios fartos e saborosos da pequena Selestina, sentindo o quente do sangue da moça em suas mãos, até que finalmente chamou seu papagaio de estimação que arrancou os olhos dela e colocou no lugar dos mamilos e num súbito ataque com uma faquinha de requeijão fez com que a vida da princesa fosse arrancada fora para todo o sempre e sua alma enviada ao inferno de onde nunca mais sairia…

FIM

EMOTICON_HEART

 
Web Analytics