Eu sou um bobão

Postado por Unknown | | Posted On segunda-feira, 31 de maio de 2010 at 14:19

“Ahh dá um tempo pessoal, eu sei que o Luan tem essa cara estranha, ele é mesmo incrivelmente estranho, até quando não tá fazendo nada ele é uma pessoa diferente, mas mesmo quando ele se desliga do mundo e fica com essa cara de retardado parado olhando para o nada, ele é uma boa pessoa e eu gosto dele”.

Lindas palavras do meu colega de trabalho que guardarei pro resto de minha vida.

camelo mostrando a lingua

  Trabalhar domingo é igual levar a namorada pra um puteiro, você pode não ligar, mas o resto do mundo vai te achar esquisito. Eu trabalhei esse domingo e nada, repito, nada de bom aconteceu.

  Logo que saí do terminal de ônibus eu pensei que esse seria meu dia, tinha um grupo de meninas ali perto, usavam aquelas calças largas de vileiro, mas mesmo assim eram bonitinhas, ou eu estava desesperado demais, não sei, mas me encantei um pouco. Nesse momento, eu estava parado, fumando um cigarro e percebi que algumas estavam olhando pra mim e cochichando. Me achei, fiz minha melhor cara de metido/pegador (na minha cabeça era isso que parecia) e continuei olhando pra frente como se nem ligasse.

  Umas 5 delas começaram a vir em minha direção enquanto duas ficaram paradas. “É isso, alguma das duas quer me conhecer e mandou suas amigas dizerem, ou quem sabe as duas gostaram de mim, hoje é meu dia”. Foi meu pensamento.

  Elas chegaram com uma cara séria pra mim, vieram bem perto, eu continuei com minha cara de metido/pegador/idiota. Meu coração acelerou, o que sempre acontece na presença de mulheres, quando uma das garotas tirou uma faca do bolso e deu voz de assalto pra mim.

  Sério meus caros colegas, eu fui assaltado por um bando de meninas…fiquei desesperado, sem reação, não disse nada e entreguei 5 reais que eu tinha no bolso. Imaginem minha cara de convencido se transformando em perplexo em menos de 2 segundos. Elas pegaram a grana e sairam correndo. Felizmente ninguém viu essa cena, eu não comentei com ninguém até agora pela vergonha. Imaginem, ser assaltado por uma mulher é a mesma probabilidade de um entregador de pizza na vida real conseguir transar com uma dona de casa como acontece nos filmes, impossível, exceto pra mim, o cara mais azarado do mundo.

homer-simpson

  Mas isso é passado e quero esquecer, o motivo do título desse post é porque sou realmente um bobão, costumo dizer que tenho autismo intencional. Eu sou realmente um cara estranho, quando algo que não me interessa começa a acontecer ao meu redor eu me desligo totalmente e crio algo na minha cabeça, e as vezes me distraio muito facilmente também. Exemplo no trabalho, o pessoal todo conversando, eu tento prestar atenção quando de repente passa uma borboleta na minha frente e me foco nela, começando a pensar: “caramba, que ser lindo, acho que se eu fosse uma borboleta iria querer espionar todas as mulheres no banho. Apesar de que se eu fosse uma borboleta não seria um tarado. Será que elas tem pinto? Uma borboleta macho deve ser bastante zuada pelas amigas, isso me lembra aquele filme com a joaninha macho. Será que tem algum filme bom no cinema? To afim de ir, mas ir sozinho é ruim, as pessoas vão achar que sou um fracassado. Mas que se dane, eu sou um fracassado, acho que vou ir ver Avatar, espero que ainda esteja passando. Não, vou ver Ong Bak 3, Tony Jaa apavora. Quem venceria uma luta, ele ou Jackie Chan? Acho que nunca saberei.”

  Quando eu me dou conta tá todo mundo olhando pra mim e dando risada. Aí fico envergonhado e mais idiota ainda.

  É triste. Esses dias no ônibus vi uma menina muito linda, mas perfeita mesmo, amor a primeira vista. Baixinha, com uma cara de tímida sexy, uma voz linda, sem peitos mas nem me importei. Ela tava conversando com sua amiga e eu estava participando da conversa delas, mentalmente é claro.

- Que faculdade você quer fazer? (amiga)

- Então, ainda não sei, mas eu quero fazer uma faculdade difícil, algo que me dê algum desafio, não gosto de coisas que são fáceis demais (ela)

- Transe comigo, é difícil, tem que ser forte e ter estômago, mas tenho certeza que você consegue gata (eu mentalmente)

- Legal, e tá namorando muito? (amiga)

- Não, agora to focada nos estudos, conhecer coisas novas é minha prioridade (ela)

- Faça sua lingua conhecer toda a extensão do meu corpo sua lindona, aposto que após isso sua prioridade será tirar sua calcinha e me amarrar durante dias no seu ninho do amor (eu mentalmente).

  Mesmo com todos esses meus pensamentos românticos nunca conseguiria me abrir pra ela, nem ao menos falar um oi. Odeio ser esse inútil sem graça na vida real, se fosse no msn eu já teria mandado ela ligar a cam e sido bloqueado após pedir pra ver os vestígios de seios que ela possuía.

  Mas agora percebo que é bom ser um cuzão, vá que eu cante uma menina que venha a me assaltar? Seria muito vergonhoso…

Porra!!! Outro emprego??

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 25 de maio de 2010 at 19:09

Não Luan, porra é diversão e não obrigação

  Sim, meu pai me arrumou outro emprego, e dessa vez adivinhem onde: Num posto de gasolina…
  
carros!!
esqueceram_de_mim
 
  Sério, preciso urgente começar a falar aqui que odeio mulheres, quem sabe eu consiga trabalhar como cafetão só pra variar um pouco. Mas esse não é um bico, é algo de verdade, registrado e tudo e por incrível que pareça eu to gostando disso, as pessoas de lá são legais e chamam uns aos outros por apelidos, nunca pelo nome (não interessa a vocês o meu apelido, morram sem saber), os chefes são legais, mas como nada é perfeito os clientes são uns babacas mal comidos que medem o tamanho de sua masculinidade pelo tamanho do seu carro.
 
  Meu primeiro dia foi difícil, ficava um carinha comigo me ensinando tudo e a única vez que fiquei sozinho fiz cagada. Derrubei gasolina em cima de um carro. A merda da mangueira não queria parar de liberar gasolina, parecia um pinto recém chegado de uma viagem de carro sem paradas que quando encontra a privada não para de mijar e se sente como se tivesse tendo um orgasmo, tamanho o prazer disso.
 
  Dessa vez a mulher do carro não reclamou, ninguém brigou comigo e só tiraram muito sarro que me fez querer acender meu isqueiro e matar todo mundo. Mas teve um chato, pediu uma nota, eu mandei o cara imprimir, o cara demorou e quando veio quem levou mijada fui eu: “Que demora do caralho em? Não tem ninguém competente nessa bosta aqui não? Vocês são uns…”

   Nessa hora eu saí de perto e deixei ele falando sozinho, não se xinga um gandula pelo gol que você errou (nunca pensei que faria uma metáfora esportiva aqui).

   Hoje foi outro babaca. Encostou seu carro, viu uma viatura da polícia e começou a gritar no meio de todo mundo: “Onde já se viu, vou no mercado e tem uma viatura, vo no posto tem outra, na minha rua eu não vejo esses malditos passando, vão trabalhar ao invés de ficar parados esperando o crime acontecer".
 
  Senhor… você parou um chevette aqui e abasteceu 5 reais. Você quer policiamento na sua rua pra que? Pra te emprestar dinheiro? Se seu pinto não funciona reclame com o farmacêutico que te deu o viagra, não desconte sua raiva em lugares alheios. Detalhe que o policial que tava parado lá era meu pai.
 
  Duas pessoas que eu conhecia foram lá esses dias. Um deles com uma mulher extremamente boa e outro com um carrão nervoso, e eu me matando de trabalhar. Senti um pingo de inveja, mas passou quando eu me dei conta que fico muito sexy de uniforme e eles não.
 
  To imaginando já o meu primeiro salário. Pretendo gastar ele todinho com prostitutas asiáticas tratadas com depilação brasileira e amortecidas por vibradores humanos africanos. Esse é meu sonho do primeiro salário, os outros eu penso em investir em algo mais útil, tipo um computador de verdade, ou um carro pra ficar bonito, ou mais prostitutas. Apesar de que carro ou computador me garantem mulheres.

   Pode ser que agora eu demore mais pra atualizar isso, quando chego cansado eu penso em dormir, comer, descansar, sonhar coisas retardadas, me distrair, e não escrever pra uma cambada de pessoas que nem comentam ou mandam fotos de seus peitos pra minha alegria, mas ainda tenho que ver, tudo o que eu falo que gosto aqui acontece o contrário na minha vida, então é capaz de eu não manter esse emprego por muito tempo.

Procuro uma namorada

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 18 de maio de 2010 at 01:10

idiota

Pré-requisitos

- Ter seios: Não muito grandes porque não quero viver entre eles e não muito pequenos porque não quero que meu pinto viva entre eles;

- Gostar de sexo anal, e para isso ter dedos grandes;

- Não usar muita maquiagem, quero uma mulher e não um palhaço;

- Não ser racista porque o bicho aqui em baixo é negão;

- Ignore o item de cima, eu estava olhando pro errado;

- Consiga matar uma aranha e me acalmar após isso;

- Se for ninfomaníaca tenha seu próprio empregado reserva caso eu não dê conta;

- Não falar sobre homens que você considere lindos até que eu diga os meus;

- NUNCA use batom, esmalte, etc com cores brilhantes ou fortes demais. Chuva dourada eu admito, lábios dourados não.

- Se eu te falar que quero fazer pornografia pra crianças autistas é porque eu quero fazer pornografia pra crianças autistas, não tente me fazer mudar de ideia e não ligue pro hospício ou pro exorcista;

- Seja flexível, se conseguir beijar minha bunda sem dobrar os joelhos e tirar os pés do chão já é o suficiente pra mim;

- Não quero lamber o primo Itt da família Adams, então depile essa merda;

- Se eu gritar pare, pare imediatamente e tire minhas algemas;

- Se seu nome tiver algo relacionado com “Cleyde”, “Creuza” ou terminar com “Leine”, desista. Se antes de nascer você já era odiada não será agora que sua situação irá mudar;

- Não fale palavrões desnecessários, um “estou decepcionada mas espero que você supere isso logo para o bem de nos dois” soa bem melhor e mais bonito do que um “Porra, essa merda não vai levantar não seu filho da puta? Vo ficar na siririca agora porque esse caralho fedido não quer trabalhar? Ah vá pra puta que te pariu”. Duas vezes ouvindo isso pode magoar um homem, então seja boazinha comigo…

 

  Então, se enquadra nesses requisitos básicos e quer ser minha namorada? O pacote inclui eu, o Jack, meu cachorro e muito amor coraçãozinho S2 S2. Se sua resposta foi sim me mande um e-mail com a foto de seus seios desnudos e com a frase: “Estou desesperada e quero namorar um idiota”, responderei o mais breve possível.

Uma linda carta de amor

Postado por Unknown | | Posted On sábado, 15 de maio de 2010 at 15:28

  Novidade, dessa vez você não precisa ler o texto, ele foi narrado por mim, para dar mais emoção a carta, então ouçam, ou leiam, ou os dois ao mesmo tempo (e não me sacaneiem pelo meu sotaque e pelo fato de eu dizer porrrrrrrrta)

Download

390062483_23ac980cc2

Querida Bruna

  Estava aqui sentado em meu apartamento com vista para o morro e a lareira de fósforos acesa em minhas costas e não pude deixar de pensar em você. Eu entendo o motivo de você ter me largado, afinal, existem outros homens no mundo que necessitam de seus serviços e eles podem pagar, mas você significou tanto para mim, seus gemidos de “vai amor, isso, ai mesmo, ui” enquanto lia uma revista sobre modas e eu suava feito um porco em uma bicicleta ergométrica em cima de seu corpo molhado pela minha transpiração foi a melhor experiência de toda a minha vida.

  Toda noite antes de dormir eu choro relembrando esses momentos, sua imagem aparece no meu travesseiro no qual eu deixo molhadinho antes de colocar a cabeça toda vez, meu cabaço ficou dentro de você assim como você ficou dentro do meu coração.

  Seus seios, rosados e duros, que foram tão cortejados por mim por longos 10 minutos agora são apenas lembranças que insisto em usar em minhas fantasias onde apenas você impera solenemente por horas a fio. Quando você me disse que eu não precisava de camisinhas eu nem liguei, uma DST de você seria um presente que eu guardaria por todo o restinho da minha vida e iria me orgulhar disso. Infelizmente você não tinha nada e eu continuo sem nada seu.

  Bruna, você é o leite ninho do meu passarinho, você é o meu super fantástico balão mágico, que deixa meu mundo bem mais divertido. Quando acordo de manhã de pau duro e com vontade de mijar, onde eu tenho que escolher entre errar o alvo da privada ou amolecer o bicho antes, eu escolho amolecer do jeito prático, pois você está sempre na minha mente e faz essa tarefa ser mais simples.

  Se lembra no final da noite quando seu cafetão apareceu e me deu um beijo de lingua porque em sua cultura é assim que eles dizem: bom trabalho? Bem, eu fiz um bom trabalho, eu mereci ter sido beijado na boca por um cafetão, porque eu sei que você ficou feliz com minha performance, não importa se minha cãibra tornou tudo mais complicado. Não importa se minha diarréia tenha nos atrasado por 5 minutos, afinal, fio terra da lista, mas mesmo assim veio de brinde.

  Enfim minha linda, espero poder te ver novamente algum dia, estou pensando em vender meu corpo para poder comprar o seu, sua falta faz meu coração despedaçar, eu preciso muito de você. Estou usando um pombo para entregar essa carta, então se ela se atrasar culpe a sociedade protetora dos animais que não me deixou chicotear ele. Falar em chicotear, você pratica sadomasoquismo? A sua parceira asiática sim, to pensando em tentar com ela da próxima vez.

  Pra finalizar escrevi uma canção para você no verso dessa folha, espero que você goste, foi de coração.

 

Com amor, Leonardo.

 

 

Canção para Bruna

“Eu sou, seu amor eu sou seu sol, a Tessália no lençol, você me chupou igual, meu bem
Eu sou,  tudo o que eu quiser ser, e eu quero te comer, porque você me excita, baby
Eu sou, o esperma na privada, sua cerveja gelada, seu croquete agasalhado, eu sou
E eu sou, a razão do seu viver, sua grana pra comer, sai apenas do meu bolso e de mais uns mil caras que também amam você
E eu sou, seu ventilador de teto, sua bosta sai do reto, e vai parar na minha boca porque eu amo teus escrotos e teus líquidos nojentos que você me deixa ver.
Amor, vou ficando por aqui, encontrei um abacaxi, e vou enfiar na minha bunda pra lembrar de nossa noite…” 

Meu outro emprego temporário

Postado por Unknown | | Posted On quarta-feira, 12 de maio de 2010 at 19:46

Porque pobre ou trabalha ou faz filhos, eu fiz laqueadura na minha boneca inflável.

Vietnam13 Fiz sim e não adianta chorar

  Meu pai, sempre meu pai, me arrumou esse emprego. Cara, é incrível a vontade que ele tem em me fazer trabalhar, o que aparece ele me obriga a ir. Fico imaginando se algum dia aparecer um anúncio “procura-se ninfetos maiores de 18 com carinhas de bebês para satisfazer homens tarados”, ele vai entrar no meu quarto:
- Luan, emprego aqui pra você, é só aparecer lá, vocês vão transar um pouco, eu falei com o senhor e você não vai nem precisar por a boca se não quiser, mas se fizer é 10 reais a mais. Então escove bem esses dentes…

  Não sei porque ele quer tanto que eu trabalhe, eu não dou dinheiro pra ele, ele nunca está em casa pra querer ficar longe de mim, acho que ele, diferente do velho tarado, só quer me fuder metaforicamente. Espero…

  Mas vamos falar agora um pouco sobre o trabalho. Não sei bem o que eu era, acho que se aquilo fosse um puteiro eu seria o cara que vai com uma espátula tirar sêmen grudado da cortina, mas era uma construção, então eu deveria ser um servente, ou ajudante, ou a mão de obra barata, ou qualquer outra merda que faz todo o trabalho pesado recebendo pouco.

  Puxei pedra, tijolos, lavei, limpei, cozinhei, esfreguei, coloquei a mão em algo mole e melequento e tirei um chaveiro de lá, corri de uma aranha, derrubei pedra nos pés do chefe, foi uma loucura. Fiz tudo isso por míseros 30 reais, 30 reais pra ter uma pá penetrada no meu rabo enquanto no estacionamento eu ganhava 50 pra ter apenas uma tampa de caneta lá.

  Porra, no estacionamento eu bebia, via pessoas lindas, conversava, quase não fazia nada e ganhava bem. Na construção me ferrei por nada, isso é algo mais louco que calabresa da pizza do Rasta Jah, uma puta sacanagem.

  O pior em trabalho ruim é que a hora não passa. Teve uma hora que eu tive certeza que trabalhei tempo o suficiente pra construir sozinho a nova mansão do Michael Jackson sem as crianças e sem vida, perguntei as horas tinha passado apenas 30 minutos. Fiquei revoltado, eu tava todo doído, não sinto meus braços até agora, minhas pernas foram dar uma volta e minha bunda tá um colchão d’água servindo de aquário pra piranhas assassinas.

  Sério, não faço tanta força assim desde que me convenci que existia um macaco inteiro dentro das minhas nádegas e que só cortar o rabo dele não era o suficiente. Foi um dia que não quero que se repita.

  O pior foi voltando pra casa, pra começar quando eu estava saindo da construção, feliz e saltitante, eu pisei na porra de um prego. Isso é muita zuação com uma pessoa só, pisei naquela merda e só senti o sangue escorrer, sem dor nenhuma, mas ganhei uma nova meia vermelha. (E não irei no médico ver isso, to nem ai, se eu tiver que morrer por causa de um prego enferrujado, assim morrerei. Mas Jesus não vai gostar de eu chegar lá com uma arma dessas comigo [como se eu fosse mesmo pra lá]). Após essa aula de boa sorte, eu fui à caminho de casa, esqueci de levar roupa limpa então fui todo surjo e fedido no ônibus. Pessoas odeiam quando entra alguém fedido no ônibus, eu odeio isso, mas não pude evitar, era isso ou voltar a pé, mas meus pés não me pertenciam mais.

  Entrei, envergonhado, escondidinho, imaginando o que as pessoas estariam pensando de mim quando eu vi uma menina sentada ali perto, meio bonitinha, mas era daqueles tipos curiosa sabe? É só passar alguém e ela encara a pessoa até ganhar uma imagem fotográfica em constante ‘copiar’ e quando pára começa a olhar outra.

  Isso me dá uma raiva, pessoas inquietas, olhando pra tudo e pra todos, se não fosse tão gatinha eu mandaria ela cuidar da própria vida. 10 minutos depois uma vaga apareceu pra sentar na frente dessa menina, eu fui porque estava em estado zumbi-em-festa-de-ex-bbb, lento e faminto.

  Quando sentei, eu percebi que estava fazendo a mesma coisa que a menina detrás de mim. Eu comecei a olhar as pessoas e analisar elas, pior, analisei tudo o que era vivo e passou por perto. Fiz exatamente a mesma coisa que eu odeio que façam, fui tipo um fã de brockeback montain que odeia ver sexo hardcore (esse filme a primeira cena de sexo é a mais hardcore que já vi. No seco, só pá e foi, tem que ser macho).

  Após isso cheguei em casa, meu pai brigou comigo novamente, queria que eu voltasse lá amanhã. Mas não volto nem que a gordinha no ponto de ônibus antes do meu alcançasse um Queniano na São Silvestre.

 

  Um final nada a ver com o resto do post, eu tava pensando aqui, as mulheres deveriam tratar nossos pênis como sendo uma pessoa distinta, seria bem mais divertido.

  “Own que fofinho, quem é o amante da mamãe? Quem é? Você, isso garotão, agora pula. Grande menino, cospe, aqui. BUBUFUFUBUFBUBFUF.”

  Afinal, ninguém transa com a Josiane, as pessoas comem a buceta da Josiane. Porque elas merecem isso e nos não?

  Que idiota…

Por uma vida mais saudável

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 11 de maio de 2010 at 15:58

ADES-poster

  Resolvi mudar minha vida, decidi que a partir dessa semana não fumarei e nem beberei mais nada. Sério, já estou a 24 horas sem fumar e pretendo largar de vez isso, assim como a bebida.

  Não to fazendo isso pela minha saúde, ela não é importante pra mim, se eu tiver que morrer de câncer de pulmão ou empalado em um dos braços do Cristo Redentor não me fará muita diferença. Estou fazendo porque eu quero, simplesmente assim, eu quero e pronto.

  Parar de fumar é um cu, as duas primeiras horas é fácil, entre duas e 5 horas você começa a inventar sintomas, como dor de cabeça, tremedeira, alucinações, tudo pra tentar se convencer que tá funcionando. Das 5 às 10 horas sem você já quer enfiar uma mangueira no seu rabo e abrir pra desintoxicar o corpo. Das 10 às 15 horas você quer enfiar a mesma mangueira mas usando nicotina dentro dela. Das 15 às 24 horas todo pornô que você assiste a mulher está fumando um cigarro maior do que o seu.

  Esse post não vai ficar bom porque minha mente ainda não consegue pensar claramente, eu sou o tipo de cara que, quando as coisas começam a ficar difíceis, eu desisto. Sempre fui assim, desisti do futebol, do vôlei, do boxe, de uns 3 cursos, da minha quase namorada, de uma suruba homossexual… mas dessa vez não posso, tenho que terminar algo pelo menos uma vez na vida, minha família já acha que sou um fracassado, meus amigos quase todos acham que sou um fracassado, EU acho que eu sou um fracassado, está na hora de mudar.

  Bebidas eu não sou um viciado, não sinto necessidade de beber sempre, o problema é que quando eu começo não consigo parar, ai fico bêbado demais e faço merdas que estragam minha vida social e profissional. Já perdi as contas de com quantas pessoas briguei quando estava bêbado, na internet e na vida real, não quero mais isso. Então vou parar de vez, porque já tentei diminuir antes e não deu certo, não posso passar por mais um vexame enquanto bêbado.

  Em breve espero poder escrever algo bom novamente, aguardem, logo logo serei um cara limpo, que não fuma, não bebe, não usa drogas e não faz sexo (essa não por minha escolha). Ontem, 8 horas após eu ter fumado meu último cigarro, na minha escola teve um tipo de palestra com teatro e danças exatamente sobre o vício. O filho da puta começou a descrever uma pessoa que eu tinha certeza que era eu, foi bem bonito aquilo, inspirador, descobri que o amor é um morenão dançarino e a AIDS é uma gostosa.

Nota curta

Postado por Unknown | | Posted On quinta-feira, 6 de maio de 2010 at 23:31

  Como vocês devem ter percebido eu comprei um domínio e agora o endereço do blog é www.seguidoresdovelho.com . Não vai mudar nada, se você digitar blogspot ainda será redirecionado, fiz isso porque era meu sonho e é bem mais fácil de gravar, alguns inúteis não sabiam digitar barreiro.

  Não sei se tem algum problema, os parceiros sumiram e adicionei todos que eu lembrei, então se você era parceiro antes e não está ali do lado deixe o link do seu blog nos comentários e colocarei imediatamente. Se não era parceiro mas gostaria de ser faça a mesma coisa, terei o prazer de colocar ali.

  Não sei se os assinantes do feed estão conseguindo ler, se der algum problema me avisem, o mesmo para os que recebem postagens pelo e-mail.

  Aproveitando votem no blog para o Top Blog Brasil ali do lado, não espero ganhar mas me ajudem a entrar entre os 2 milhões primeiros. Qualquer dúvida ou reclamação meu e-mail é luansvb@hotmail.com e twitter é @luansvb. Tá, qualquer coisa que exista meu nome é luansvb.

  Realizei esse sonho de migrar pra um domínio .com , agora só falta eu transar com um palhaço de rua em cima de uma bananeira *-*.

  Quero agradecer ao uol host que meia hora após eu pagar a IMENSA quantia de 5,90 já estava tudo certinho e ao http://www.dicasblogger.com.br que fez um tutorial sobre como colocar esse endereço, eu sou burro demais até pra andar e mexer os braços ao mesmo tempo, sozinho eu nunca ia conseguir essa coisa.

  Só isso, voltaremos a nossa programação normal

Minha noite no trabalho

Postado por Unknown | | Posted On at 16:35

estacionamento
  Esses dias meu pai mandou eu ir trabalhar em um estacionamento (logo após eu ter dito aqui que odeio carros, imagine pra onde ele teria me mandado se eu dissesse que odeio homens), trabalho difícil, já que tinha que anotar a placa e o modelo dos carros que entravam. Eu não sei nada de modelos, pra mim era tudo Gol ou Tam, esse último porque os motoristas estavam viajando mais do que hippie em marcha da maconha na Holanda.

   Meu pai é sócio desse estacionamento, o que significa que eu podia trabalhar bebendo, o que foi bom já que só assim pra eu perder a timidez e dar o devido atendimento para os riquinhos que estavam indo para uma casa de música sertaneja famosa que nunca entrei porque só a consumação é mais cara que minha vida – 25 reais.
OgAAAD8HIdKYO2oaNxqxFY9coqifBmksGku6oEDr4EVUt-khijG4Lb8i_TcprvbXsCxn9HNK3OijFS8zV3aSu_bRMSMAm1T1UOPdYj4LKvKxh5Giao_pp5CwZ3UA( iiiiiiiiirrrrrrrrrrrrrrraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!)
  Meu sonho era trabalhar de madrugada, bebendo e vendo mulheres lindas. E isso foi o que não faltou, tinha umas mulheres com saias tão curtas que pela primeira vez me senti espionado por um clitóris. Mas como não poderia deixar de ser, elas normalmente estavam acompanhadas por homens tão velhos e ricos que toda vez que tomavam um viagra uma barra de ouro saia do seu bolso.

   Esse dia aconteceram várias coisas divertidas pra mim, uma hora saiu um carro com umas 6 mulheres dentro. Uma que estava no banco de trás olhou pra mim e disse “tudo bem menino? Como está você?” Sabia que você é muito lindo?”
 
  Nossa, nessa hora nem deu tempo de eu me achar um pouco e ficar vermelho, a mulher que estava dirigindo virou pra trás com uma cara de mal e gritou “cala a boca (nome dela), fica quieta ai”, então entregou o papelzinho e saiu voando com o carro. Entendo a raiva da mulher, a provável filha dela estava em um lugar lotado de gente bonita e rica, homens perfeitos, e vai cantar o cara do estacionamento que trabalha bebendo? Até eu brigaria com ela.
 
  Outro ponto interessante da noite foi um tiozinho bêbado que apareceu. Queria me pagar de volta 10 reais e eu expliquei que ele já tinha pago antes (adoraria poder dizer que sou um cara honesto, mas na verdade sou burro mesmo), então ele pegou o carro e foi.
 
  10 minutos depois voltou a pé e me perguntou: “Cara, onde está meu carro que deixei aqui?”… puta que pariu, o cara conseguiu perder o carro no meio da rua. Na hora imaginei como seria a cena se ele fosse uma mulher voltando pra casa do namorado 10 minutos depois de sair: “Amor, você viu meu hímen por ai? Não consigo achar”.
 
  Passamos meia hora explicando pro homem que ele tinha saído daqui com o carro, e que ele deveria estar em algum lugar por ai. Fomos descobrir que ele saiu da casa sertaneja, pegou o carro, voltou pro estacionamento da casa, saiu a pé e veio no nosso procurar. O que a bebida não faz né? Eu até pensei em parar de beber nesse momento, mas me lembrei que não tenho carro e nem hímen, então não vale a pena.
 
  Outra coisa interessante que aconteceu que mostra minha total estupidez como ser humano e me deu vontade de me matar utilizando o cadarço do meu tênis sem tirar ele do pé foi o seguinte:
 
  Tem um banheiro dos funcionários lá, dois na verdade, mas o único que possui luz eles trancaram e só sobrou o escuro. Eu ia lá direto, porque não consigo mijar no muro, e eu usava meu isqueiro como luz para não errar o vaso ou mijar na pía. Na última vez que eu fui tinha uma mulher, bêbada e muito linda lá dentro. Entrei e ela pediu por favor pra eu iluminar o caminho dela. Fui com o isqueiro ligado até a privada dela, mas como sou educado (burro) saí e deixei ela fazer em paz. Ela ficou conversando comigo por um tempo, com a porta do banheiro aberta e eu do outro lado esperando.
 
  Ela saiu, lavou a mão, agradeceu, conversou um pouco mais comigo e eu praticamente não disse nada. Queria ser uma pessoa normal e entrar lá enquanto ela mijava, botar a mão entre as pernas dela em forma de conchinha, pegar uma boa quantidade de mijo e jogar na minha própria cara enquanto fazia uma cara sexy e lambia os beiços. Mas como não sou tão normal assim, nada aconteceu.
 
  Nada muito interessante aconteceu além disso. Teve uma mulher com cara de bruxa de filmes da sessão da tarde, no banco de passageiro de um carro parado na rua que falou meio olhando pra mim: “Essa lata velha não vai fazer nada não”. Ainda não descobri se ela tava falando do carro velho que estava trancando eles ou do marido dela.
 
  Fui pra casa as 6h da manhã, ganhei 50 reais dos quais já gastei o dobro em um dia – pobre não pode ganhar um dinheirinho que já acha que tá podendo comer puta bonita – e espero poder ir novamente trabalhar lá, porque foi divertido essa noite.
 
  Sábado também aconteceu algo bom comigo, mas sinceramente não lembro de quase nada, sofri apagões devido a bebida, mas lembro de quase ter ficado com uma menina. Não fiquei porque ela preferiu um carinha feio que estava na mesma festa, me senti mal por isso porque ele era muito, mas muito feio mesmo. Perder pra ele é a mesma coisa que chegar em segundo numa paraolimpíada…
 
Web Analytics