Minha breve história de vida amorosa

Postado por Unknown | | Posted On sexta-feira, 27 de agosto de 2010 at 16:28

2eujw9h

Atenção, esse é um texto triste, traga seu lenço e abra seu lado feminino antes de continuar. Mas tome cuidado para não engolir a cadeira caso seu lado feminino esteja mais aberto do que deveria.

Menos de 10 anos

  Eu nunca consegui uma mulher, nessa época eu me lembro de um dia quando eu voltava sozinho da escola e umas 4 garotas de uns 15 ou 16 anos me pararam e começaram a dizer que eu era lindo e fofo, me apertavam e davam beijos na minha buchecha. Imagino as velhas chatas que elas devem ser agora, mas isso foi o mais perto de romance que consegui nos meus pré 10 anos.

  Também era apaixonado por uma mais velha, linda e perfeita, eu e meu amigo fazíamos demonstrações de amor para ela, como pular sem camisa e brigar. Ela nunca nos amou e saia com um ogro gigante com um carro do ano. Hoje em dia sua antiga casa virou uma creche, irônico mas verdade.

10 aos 15 anos

  Descobri a punheta, então minhas memórias amorosas dessa época são muito vagas. Me apaixonei por duas gêmeas (porque se apaixonar só por uma seria idiotice) mas também nunca tive coragem de dizer o quanto eu as amava. Hoje em dia as duas tem filhos e estão feias. Eu também to feio mas espero não ter filhos. Azulejos não engravidam, certo?

15 anos até hoje

  Não sou mais tão fracassado quanto antigamente, mas ainda sou. Queria ser um cara normal igual um que vi ontem no trabalho. Tinham duas garotas andando por lá, duas que possuíam as qualidades que eu mais admiro em uma mulher – gostosa e bêbada – então esse cara saiu do seu carrão, pagou umas bebidas para elas e as levou para um mundo maravilhoso de sexo, embriaguez, vergonha e paulada na cara.

  Maldito sortudo, só de pensar que a ultima mulher que eu beijei eu estava bêbado e quase sem sentidos e nem sei ao certo se era mulher mesmo, isso é triste.

 

Agora um guia de como dizer que você não tem namorada em situações diferentes:

Conhecidos em um bar: Pô, eu nem gosto de namorar, ter uma pessoa controlando minha vida, dizendo o que tenho que fazer, não gosto de fazer as vontades de outra pessoa, gosto de liberdade, por isso não pretendo namorar.

Família: Ainda não achei a pessoa certa, estou esperando uma que seja perfeita para mim, só assim irei me amarrar e apresentar para vocês. E não vô, não sou gay.

Roda de amigos: Que isso, namorar é o caralho, to afim de foder algumas bundas antes de colocar as correntes. Milhares já quiseram mas eu sempre digo: “não, não irei namorar com você, agora continue chupando”.

Garota legal que você acabou de conhecer: Não tenho namorada pois estava esperando por alguém perfeita, maravilhosa, inteligente e carismática. Mas como isso é impossível você serve sua linda.

Na internet: Eu sou fodão e tenho umas 5 namoradas diferentes, tá difícil fazer elas não se encontrarem, mas eu dou conta, meu pau é grande o suficiente para aguentar todas de uma vez, em fila indiana se elas quiserem.

Para um gay: Nem tenho, mulheres são iguais vocês, só querem nos fuder e nem pagam uma cerveja antes. Opa, valeu cara, mas mesmo assim não irei te dar.

A arte de contar piadas na hora errada

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 24 de agosto de 2010 at 15:36

123“ Que gracinha, desde pequeno seguindo os passos do pai”

  Se você é um idiota igual eu com certeza já fez isso. Contar piada na hora errada é uma arte antiga, praticada por poucos e odiada por muitos. Só você acha graça disso, e depois se sente mal pensando em como pôde falar aquilo naquele certo momento.

- Não se preocupe, seu pai está em um lugar melhor. Claro que isso não é tão difícil já que ele morava em São Paulo.

  Mas você não consegue se controlar. Só precisa de uma deixa para acabar mais com o dia de outra pessoa. Seria engraçado se você estivesse em uma sitcom, mas você não está, você está na vida real e não tem uma platéia para rir, não tem ninguém para rir, exceto você, seu babaca.

- Cara, mas perder o emprego não é o fim do mundo, sempre terá um Mc Donald’s contratando. Trabalhar lá é como namorar uma prostituta, você come de graça o que todo mundo está pagando.

  O sofrimento alheio não é motivo para você criar um stand up solitário, sua consciência pode fazer um solo de bateria após uma piada sua, mas o turum dã só será ouvido por você, logo antes de vir o mar de névoa encobrindo sua mente e a sensação de “eu não deveria ter dito isso”.

- Pronto amor, já gozei. Agora acorde que é a sua vez.

  Ser assim apenas afastará as pessoas de você. Elas pensarão: “Para que contar meus problemas para ele? Ele apenas irá criar uma piadinha retardada que eu não gostarei e depois ficará aquele silêncio constrangedor. Prefiro ficar quieta a dar munição para ele, eventualmente ele irá descobrir mesmo que eu tenho AIDS”.

- Desculpe se te acordei, eu tentei entrar no seu sonho mas aqueles grandalhões pelados não deixaram eu passar.

  Isso é uma arte, mas uma arte perigosa, como a kama sutra. Você deve ser uma pessoa preparada para utilizar, caso contrário apenas trará dor e sofrimento para a outra pessoa, e quem sabe um olho roxo.

- Em breve você encontrará alguém bonito, compreensível e amável para você, pode ter certeza disso. Mas se isso não acontecer você sempre terá a mim.

  Então seja consciente de seus atos, momentos tensos requerem pensamentos tensos. Achar alguém com o mesmo senso de humor que o seu não é como encontrar seu irmão gêmeo perdido nos filmes da sessão da tarde, não é apenas possuir um meio medalhão e deixar a sorte unir vocês dois, alguém com um senso de humor igual ao seu é quase impossível de encontrar, dois babacas não podem viver juntos, isso não é beavis and butthead, isso é a vida real.

- Calma querido, eu acredito que isso nunca te aconteceu antes. A culpa é minha e dessa vagina inútil, se pelo menos ela tivesse um braço…

  Entenderam o recado, certo? No próximo velório não pergunte pra sua mulher se a mãe dela está mesmo morta ou só foi da uma passadinha no inferno pra rever os amigos e esqueceu de voltar. Na festa de aniversário de seu marido não pergunte se ele quer um viagra para poder receber os primeiros parabéns sinceros de sua vida e se ver alguém paraplégico jamais pergunte se ele sente algo enquanto tá cagando, você é o único que sente prazer.

- Você escreve tão bem quanto a Bruna Surfistinha Luan, só falta dar o cu mais algumas vezes que já estará bom o bastante pra escrever um livro.

- Pronto, já pode começar o capítulo 1.

- Agora o epílogo.

Seja um romântico, não um otário

Postado por Unknown | | Posted On quinta-feira, 19 de agosto de 2010 at 16:55

huge_fan_metal

  Não pergunte para ela: “foi bom para você?”, porque você saberá automaticamente se foi bom ou não. Se ela te abraçar é porque foi bom, mesmo você tendo feito tudo errado. Agora se ela continuar lendo o livro que começou a uma hora atrás, não a atrapalhe com perguntas bestas, a reviravolta da história é mais interessante que você. Tente novamente no capítulo 2.

  “Você pra mim é como um deserto sem cassino. Sei que muita gente já passou por ai, mas duvido alguma delas ter se divertido” não é uma cantada bem recebida pelas mulheres. Sério. Experiência própria.

  Jamais tente transar com uma mulher no primeiro encontro. Leve-a para um restaurante chique, conheça sua família e beba cerveja com seu pai assistindo ao jogo de domingo para conquistá-lo. Então deite na cama com ela e passe a noite assistindo filmes da Disney de mãos dadas e depois talvez, apenas talvez, tente colocar a mão na vagina dela.

  Nunca diga para sua amante que ela foi o motivo mais besta para sua mulher ter te deixado. Lembre-se que ela não é um descanso de copo.

  Não vá a um bailão se você não sabe dançar. É como ir à um restaurante chinês e não saber usar os pauzinhos. Você pode até comer, mas vai passar muita vergonha até conseguir isso.

  Ok, aquela menina linda está te olhando de longe, com um sorrisão na cara e comentando algo com sua amiga que você jura ser sobre você. As duas riem bastante e não param de te olhar. Antes de chegar nelas, pense bem se não é hora de tirar esse bigodinho ridículo da sua cara antes que você passe mais vergonha.

  Se após você conseguir se dar bem e ela ficar conversando com você na cama, te aconselhando sobre coisas da vida, dando dicas de beleza e elogiando seu corpo que você tanto odeia, não faça alguma piadinha parecida com: “nossa, você é bem melhor que meu antigo psicólogo, além de ser bem melhor do que ele em vários aspectos você ainda me chupou!!!”. Poucas pessoas tem senso de humor retardado. E as que tem nunca irão te dar.

  É incrível isso, mas no chat da uol ainda existem mulheres de verdade e legais perdidas por lá. Mas mulheres de verdade e legais não querem ver seu pinto na webcam, as que querem também tem um pinto. Então se estiver solitário não confunda as coisas, você levará um block de uma perfeita e excitará um adolescente gay.

 

  é… pelo visto eu sou um otário :(

 

  Gostou desse post? Então porque não me ajude a divulg… o que? Não gostou? Sério? Ok, eu entendo, mas não tem como me ajudar mesmo? Não? Beleza. Morra¬¬

Coisas que eu sempre quis fazer

Postado por Unknown | | Posted On sexta-feira, 6 de agosto de 2010 at 14:12

jeguito

1 – Matar uma borboleta:

  Sempre quis sentir a sensação de ter uma borboleta amassada entre meus dedos, mas eu não consigo. Eu pego elas na mão e é como se eu estivesse segurando um unicórnio multi-colorido do reino das lagartixas dançantes. Elas me olham com um olhar sedutor, inocente, simpático e amoroso e então, após um longo momento de compaixão e amor, eu as deixo voar livremente pelo céu empoeirado. Um dia ainda estuprarei uma, que acredito ser pior do que matar. Falar nisso como as borboletas se reproduzem? No dia dessa aula eu estava reproduzindo azulejos no meu banheiro e faltei.

2 – Voltar ao dia do nascimento do meu amigo:

  Esse cara se considera o maior comedor do bairro. Vive contando histórias sobre suas escapadas para transar e eu acredito em todas, é claro. Recentemente conheci a mãe dele. Ela é daquelas mulheres telepáticas sabem? Daquelas que só de olhar elas mandam um poder que transferem todos os nossos pensamentos para a cabeça de baixo.
  Então eu gostaria de voltar para poder ver a melhor transa da vida desse meu amigo. Sério, ele fez a vagina daquela mulher ficar mais larga que uma antena parabólica, fez ela se cagar toda e gritar como se fosse uma virgem em um show de strip dos Beatles nos anos 60 e quer me dizer que essa não foi a melhor foda invertida da vida dele?

3 – Transformar a vida em um filme pornô reproduzido no media player:

  Pra eu poder pular toda essa chupação e ir direto para a parte que interessa.

4 – Não pagar mico quando ficar bêbado:

  Esses dias eu estava em um barzinho com meus amigos, bebemos todas e na hora de vir pra casa me perdi deles. Pensei: vou de táxi, é claro. Cheguei em um ponto onde estavam uns 5 velhos conversando e perguntei quanto era para eu chegar no meu bairro. 40 reais.
  Eu só tinha 30 e perguntei se podia ligar pra minha mãe pra ela deixar 10 na mesa, ele disse que sim. Liguei, tudo beleza, minha mãe ficou puta mas concordou. No final o taxista filho de uma quenga fudida disse que eu não deixei ele conversar com ela, por isso não iria me levar.

  Fiquei irritado, xinguei todo mundo: “seus filhos da puta do caralho, vão se fuder, que porra”, e saí de lá. Agora, não sei como, mas eu consegui dar a volta na quadra, voltar para o mesmo ponto de táxi, com as mesmas pessoas e contar exatamente a mesma história de antes.

  O carinha só disse que eu estava lá agora pouco, eu coloquei a mente no lugar, percebi a cagada que tinha feito e fui embora, xingando eles novamente. Achei outro ponto de táxi (espero que tenha sido outro, minha memória de bêbado só lembra as partes constrangedoras) e sei lá como cheguei em casa. Até hoje tenho vergonha de olhar nos olhos de qualquer taxista.

5 – Matar o gordinho viado que trabalha comigo:

  Pensem em um cara de 40 anos com a mentalidade de uma menininha de 10. Agora tirem a imagem do seu pai da cabeça e imaginem esse que trabalha comigo. Ele é um filho da puta maldito, tudo o que faço ele vai correndo contar para os chefes, quase fui despedido por causa dele.

  Ahh vá bater punheta com a bunda seu viado. Ele é o cara que mais me deixou irritado desde Hugh Jackman atuando. Um dia matarei ele usando apenas um palito de dentes e um pano molhado com mijo. Não entrarei em detalhes sobre o que ele faz/fez, porque simplesmente não to afim, mas saibam que meu ódio recente crescente é 50% por causa dele (e 50% por causa da minha recente depilação no saco que não para de coçar).

Crônicas de um palhaço sem graça, parte II

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 3 de agosto de 2010 at 16:44

pennywise

  “Filhos da puta. Tentaram me espancar essa semana durante uma conversa sadia sobre religião. O fato de eu não acreditar em Deus fez com que os devotos me olhassem como se eu tivesse estuprado milhares de crianças autistas em um único dia. Sempre perguntam a mesma coisa: ‘Então me responda porque você está aqui’. Eu estar aqui é resultado de exatamente 4 motivos principais:
- Uma garrafa de vinho, uma noite chuvosa, minha mãe entediada e meu pai excitado. Ninguém entende e ficam nervosos comigo, acham que eu sou adorador do demônio. Explicar não adianta, uma mente pequena em grupo é maior do que uma mente enorme sozinha.”

Violência: o argumento dos ignorantes

  Fodam-se eles, minha vida já é uma bosta por si só, não preciso provar meus pontos, só preciso obtê-los. Ultimamente ando muito filósofo, a vida não é mais como antigamente para mim e tudo o que me restou foram meus pensamentos.

  Vago pelas ruas diariamente procurando a fama que eu possuía anteriormente, quando eu era Declausios, o palhaço, e não apenas um palhaço. Quando as mulheres me davam por prazer e não por pena.

  Essa noite tive um sonho, eu estava em uma aula de engenharia eletrônica, coisa que não entendo nada, já que no sonho isso significava lidar com carros. Não entendi porra nenhuma, mas era apenas um sonho.

  Eu estava lá com várias pessoas conhecidas. Velhos amigos, mulheres que tentei pegar através dos anos, mulheres que me deram fora durante anos, mulheres que foram páginas iniciais do meu firefox durante anos.

  Então um ovo veio do céu e eu o peguei. Dentro dele começou a nascer uma mulher que logo se transformou em minha tia. As vezes tenho medo da minha mente doentia, até meus sonhos são estranhos.

  Após isso eu estava em uma piscina com milhares de pessoas. Eu estava caçando livros. Acordei com uma ereção, não sei como e não sei porque, mas me masturbei e agora estou aqui, sozinho, com minha maquiagem de palhaço já gasta.

  Um dia voltarei ao normal, até lá continuarei sendo esse estranho palhaço sem graça que ninguém admira…

Tapa na tilápia ruiva

Crônicas de um palhaço sem graça

Postado por Unknown | | Posted On segunda-feira, 2 de agosto de 2010 at 14:22

imgstephen kings it3

  “Eles ainda insistem em pedir que eu faça algo engraçado enquanto estou passeando pelas ruas, não estou em horário de trabalho, não pretendo ser engraçado e nem carinhoso com esses fãs de merda, meu último dvd ninguém quis comprar, meu último show ninguém quis ir. Mando esses babacas irem para a puta que pariu mas eles não me escutam. Eles querem piadas em 5 minutos, eu quero convencer uma mulher a me dar em menos de 5 minutos, mas nada é do jeito que queremos. Foda-se esses escrotos, eu não sou mais engraçado, eu sou simplesmente Declausius, o palhaço.”

Voadora na peteca

  Estou deitado na minha cama implorando por uma chupeta. Tento me auto satisfazer, mas minhas costas doem, queria que Marilza estivesse aqui, aquela velha que não apenas senta em pau mole e quando endurece sai correndo, ela senta, acaricia e de vez em quando dá um beijinho antes de se mandar e me deixar irritado com uma ereção do tamanho de um formigueiro construído pelo asilo de formigas baianas. Puta.

  Resolvo levantar e dar um passeio pelos bares da cidade. Bêbados costumam me irritar mais do que o normal, mas hoje eu pretendo ficar mais bêbado do que o normal. Encontro uma mulher que parece não saber quem eu sou, mesmo eu estando maquiado. Ela está triste e me contando coisas de sua vida que eu não quero saber. Fala que procura um homem que possa oferecer amor a ela, eu digo que homem nenhum pode oferecer amor, nos podemos oferecer o gozo. Se você quer amor, procure uma mulher. Se quer amor e gozo, procure uma mulher e deixe eu assistir.

  Ela me bate com muita força. Fico puto mas resolvo me mandar, não posso bater em mulheres, não desde o acidente de 1998. E talvez o de 94, mas esse prefiro esquecer.

  Estou assistindo Louis C.K pela internet, quero descobrir os 7 motivos para chutar sua mãe na vagina, mas ele prefere não contar. Maldito puto engraçado…

 
Web Analytics