Tirei a minha habilitação

Postado por Unknown | | Posted On sexta-feira, 24 de junho de 2011 at 14:36

Alerta de spoiler: Esse texto vai ser uma merda

1304374950_195202247_1-Fotos-de--Compro-carro-BATIDO-SINISTRADO-mesmo-com-perca-total

  Depois de um ano passado, muitas vitórias, muitas decepções e muitos apagões alcóolicos, eu tirei a minha carteira de motorista. Essa é a história sobre o meu último exame.

  Eu passei.

  E agora essa é a história sobre um unicórnio na minha vida:

  Há algum tempo atrás, enquanto eu caminhava suavemente pelas gélidas ruas de pedra da cidade natal do meu avô, que pelo sotaque dele deve ter sido a Paraíba, ou algo tão próximo a isso que eu realmente não consigo diferenciar, eu encontrei um unicórnio.

  Ele era foto e tal, mas morreu. Foi então que resolvi tirar a minha carteira de motorista, porque já que eu não posso mais voar livremente pelo mundo dos sonhos e da fantasia, pelo menos eu vou poder parar de pedalar. Não sei se vocês tem conhecimento disso, mas pedalar cansa pra caralho.

  Eu pensei comigo mesmo, estou perdendo muitas coisas da vida enquanto pedalo, por exemplo: Se eu tivesse um carro enquanto eu estudava, eu saberia que Paraíba não é uma cidade e sim um estado, mas quem liga pra isso, certo?

  Mas voltando ao tema principal de toda essa confusão, foi nesse dia que eu descobri a minha fascinação por mulheres de cabelos vermelhos. Quando você olha para uma mulher normal, você apenas vê o básico: Olhos, sorriso, peitos e, se você for estranho igual eu, pés. Mas mulheres de cabelos vermelhos tem algo a mais. Além de ter os cabelos vermelhos, é claro. Eu olho e vejo rebeldia, eu vejo o fogo ardendo dentro de seus olhos, eu vejo uma menina sendo espancada pelo seu pai e abusada sexualmente pelo seu tio Jorge, e isso me excita de uma maneira inacreditável.

  Eu meio que tive uma namorada de cabelos vermelhos esses dias, longa história, ela pintou de preto e me deixou. Cu.

  E é exatamente nessa parte que o unicórnio entra, mas vou deixar pra lá porque esse texto já tá quase ficando pior do que aquele poema sobre o meu pau que eu escrevi a uns anos atrás.

 

  Meu pau

  Oh meu pau, virando pra esquerda nas curvas da vida
  Oh meu pau, tão belo e formoso
  Meu pau, meu pau
  tentei chupar mas não era gostoso

 

 

Gostou desse texto? Então porque não compartil… o que? Você achou uma merda e nunca passaria isso adiante? Ficou tão ruim assim mesmo? Tá bom, mas eu prometo que tentei.

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics