Divagando sobre coisas da vida

Postado por Unknown | | Posted On sexta-feira, 4 de junho de 2010 at 17:08

divagar Porque divagar é…

- Cagar

  Cagar é um dos melhores momentos do meu dia, onde eu posso me isolar do mundo e pensar em coisas nem tão uteis assim mas que me deixam felizes. Querendo ou não, todos cagamos – exceto as mulheres muito lindas, elas possuem um mecanismo inverso em seu corpo que leva todos os detritos direto para o cérebro, esse é o motivo do porque normalmente elas são tão retardadas – podemos não cagar todo o dia, ou podemos ter nosso intestino funcionando direitinho por obra da natureza ou activia, mas nós cagamos.

  É um sentimento bom, pelo menos normalmente é. Esses dias eu tive que ir fazer isso em um banheiro público de uma lanchonete qualquer. Nunca mais quero ter que passar por isso. Pensem num lugar sujo, eu quase liberei no chão mesmo porque achava que era essa a ideia de tudo aquilo. Mas o pior foi a pós-cagada. A hora de se limpar.

  O papel higiênico era simplesmente uma lixa, sim, uma completa lixa daquelas que usamos pra… lixar (duh). Me senti como se estivesse em um salão de beleza recebendo um tratamento de limpeza e depilação ao mesmo tempo, cada passada era uns 10 pelos que sumiam e um grito que eu dava. O criador disso deveria ser um filho da puta mal amado que quis foder todo mundo a vida inteira e isso foi o melhor que conseguiu fazer, e o pior é que nosso cu é igual nosso quarto, não importa o quanto limpamos, sempre sobrará uma sujeirinha em algum canto que atrairá algum bicho ou uma enorme assadura que fará você se sentir como se levasse uma facada no anus a cada passo dado.

  Hora de cagar é hora de relaxar, igual sexo, mas apenas com a parte da saída constante. Por isso aconselho papel higiênico de folhas duplas, afinal, é mais prazeroso praticar sadomasoquismo com uma anã anorexa do que com alguém que possa realmente te machucar.

- Peitos e bundas

peito_franga  bunda1

  Eu sempre fui um fã de peitos, pra mim é a melhor parte de um corpo feminino, e porque eles são melhores do que a bunda? Bem, vocês verão:

  Existe tipos bastante limitados de bundas, ou são grandes, ou são pequenas, ou são morenas, ou mais branquinhas, ou tem pintas ou celulites ou um tumor ou tem pelos ou são lisinhas, mas no final é sempre a mesma coisa, homens e mulheres possuem e não há muita diferença nas versões.

  Veja bem, uma mulher tem uma bunda extremamente grande e usa calças apertadinhas, um gordo terá uma bunda extremamente grande e toda calça ficará apertadinha, se em algum momento os dois ficarem pelados e se inclinarem nos veremos quase a mesma coisa, duas partes, um cu no meio, a diferença será apenas na estética superficial, mas vai que o gordo malhe apenas a bunda e a dele seja mais sexy que a da mulher? Isso pode acontecer. No final tudo é bunda, tudo terá um cu que não será 100% limpo mas mesmo assim você colocará a língua lá dentro se ela/ele pedir, a diferença é que em uma você verá duas castanhas balançando felizes para lá e para cá na companhia de um cabeçudo mal encarado que não tirará os olhos de você e na outra você verá o órgão genital feminino, que resolvi não detalhar muito porque hoje ela será ignorada.

  Pessoas que quando uma mulher passa eles olham pra bunda delas e fazem uma festa surpresa mental me deprimem. Não vejo motivo pra ficar olhando pra isso enquanto ela tá vestida, eu sou mais em me focar no rosto dela, e se isso me encantar ai sim eu começarei a imaginar seu corpo despido na minha cama e eu fazendo um batuque no ritmo de pagode nas nádegas dela.

  Peitos não, peitos existem vários tipos, tem os de mamilos rosados, marrom claro, marrom escuro, negro, pontudo, pra dentro, aqueles que quando damos um peteleco ele gira por 2 minutos sem parar, vesgos, grandes, pequenos, quase transparente, peitos tão grandes e tão vesgos que ambos se encaram nas suas costas, tão pequenos que um laço de cabelo esconde, etc. E na rua não precisamos quase quebrar o pescoço pra olhar, ele tá lá, após uma rápida inspeção no rosto nem precisamos fazer força pra chegar até eles, é só deixar os olhos rolarem e encontrarem.

- Pessoas fanáticas por merdas x pessoas que odeiam essas merdas

ohnoph6 restart260701

“Eu amo cine, eles são lindos”

“Puta que pariu cara, vira homem, tenho um ódio de pessoas que gostam desse lixo”

  Ultimamente tá tendo muita briguinha no Brasil por causa dessas novas manias que os adolescentes adoram, de um lado os coloridos que amam, do outro os “inteligentes” que odeiam. Não me leve a mal, eu odeio essas porras de bandas também, mas eu simplesmente não entendo o tamanho do fanatismo das crianças.

  Eu passei minha adolescência inteira sendo um puta fã de ramones e motorhead, era o que eu mais ouvia (e ainda é), mas nunca escrevi no twitter: #EuQueroRamonesNoBrasil, até porque seria algo que nem Chico Xavier conseguiria realizar, as pessoas sentem a necessidade de dizer pro mundo que amam suas bandas, não basta ouvir e se vestir igual, elas querem que saibamos que elas ouvem e se vestem iguais.

  Acho que é tudo uma questão de audiência, se você disser que ama algo que muita gente odeia você terá atenção, mas o cúmulo é criar essas “famílias” fãs de bandas. Eu amo o restart, você também ama, somos irmãos *-*

  Na minha época família era a azarada que deixava a gente sair de dentro dela e o resto de infelizes que nos suportava por que tínhamos o mesmo sangue. Sou um puto fã do Charlie Sheen, por exemplo, mas não vou gostar de outra pessoa só porque esse gosta da mesma coisa que eu, você gosta, beleza, assista/ouça/dê o cu em paz mas não fique me obrigando a saber que você gosta.

  Quero entrar nessa modinha e criar a família “os adoradores de peitos”, porque todos tivemos um algum dia e ele veio de nossa verdadeira família, Consuelo, saudades de seus serviços…

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics