House M.D

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 13 de abril de 2010 at 15:35

House with me?
“Casa comigo?"
No, because i’m bad, i’m bad…
“Não, porque eu sou o Michael Jackson”
dancing_house

  Desde que essa série estreou as pessoas diziam pra mim assistir porque ela era muito foda, eu nunca quis dar uma chance, porque não sou muito chegado em séries médicas, odeio hospitais e grito igual uma garotinha virgem amarrando o tênis numa maratona nudista na África quando me machuco, e o mais perto que já cheguei de abrir uma pessoa viva foi nos meus sonhos mais profundos com participação especial daquela gatinha do outro lado da sala que
 
  Meu pensamento foi interrompido nesse momento por uma abelha assassina que invadiu meu quarto em busca de sangue humano fresco. É, não é só de aranhas que tenho medo, e sim de todo inseto/bicho pequeno que tenha a capacidade de machucar e traumatizar uma pessoa. Esse enviado do capeta entrou no meu quarto fazendo um barulho chato sobre minha cabeça, quando olhei pra cima, nossos olhares se encontraram em uma divisão entre medo e fúria, me afastei cautelosamente enquanto ela saboreava do meu café. Eu, espertão, peguei uma blusa e nocauteei a safada como nocauteamos um bumbum masculino em uma sauna gay utilizando uma toalha molhada. Mas ela sumiu misteriosamente da minha vista. Fui para fora do quarto para me recuperar e quando volto ela ainda estava na minha xícara. Voando como se fosse a dona do pedaço. Peguei um inseticida que diz matar qualquer coisa e sem pensar esguichei uma boa quantidade dentro da xícara. Ela voou em minha direção. Eu gritei de um jeito que nunca achei que seria capaz de gritar, meus vizinhos devem ter achado que um pênis gigante e falante invadiu meu quarto e quisesse me comer. Saí correndo até a cozinha e não mais a vi… Ela morreu? Ela saiu? Ela está escondida em algum lugar feito um ninja esperando minha defesa abaixar para poder vir em minha direção e me assassinar de um jeito violento? Isso saberei em breve.
 
  Voltando ao House agora que meu medo diminuiu um pouco, é uma série fodona. Comecei a assistir porque não tinha mais nada de bom pra ver e tá me conquistando. O enredo é quase sempre o mesmo, uma doença sem explicação e nossos heróis fazem de tudo para resolverem. “Esse cara malucão e seus companheiros vão fazer de tudo para desvendar esses mistérios que ninguém mais consegue, enfrentando muitos perigos que vão deixar todo mundo de cabelo em pé”.
 
  Não darei spoilers, e não falarei muito sobre essa série porque se você não conhece você deveria engolir um canavial inteiro e rodar um bambolê até poder mijar em um copo e vender. Só darei um simples spoiler pequenino: Nunca é Lupus.
 
  Sou um fanático por séries e normalmente não paro de assistir até chegar ao final, mas drama não é bem minha área, sou mais chegado em sitcons ou comédias em geral. Único que eu adorava mesmo que tinha médicos envolvido era Scrubs, que pra mim acabou na 8ª temporada. Lá eu aprendi a brincadeira da bicha medrosa, onde você e um amigo devem ir em direção um do outro como se fossem se beijar e quem desistir primeiro perde. Nunca perdi nesse jogo, mas sou o mestre do empate.
 
   Outra série que todos deveriam assistir é “Better off Ted”, comédia nonsense e muito engraçada, lá aprendi que pra criar uma carne em laboratório sem utilizar um animal, pra ela ficar boa você deve massagear, pois a carne da vaca é gostosa porque ela anda o dia inteiro, então a carne também tem que se exercitar. Também aprendi que se sua empresa coloca detectores de movimentos que não detectam pele afro-descendente, contratar uma pessoa branca para seguí-las em todo lugar não é uma alternativa inteligente e é algo racista.
 
  Esse post estava muito melhor na minha cabeça, mas minhas idéias foram mexidas e confundidas por causa da abelha maldita. Pra que botar uma arma em potencial no cu desses bichos voadores? Porque não colocaram isso na bunda de uma cabrita? Isso faria meu tio pensar melhor e ter adiantado sua perda da virgindade por alguns anos e o mundo não correria perigo a todo momento. Sim, sou um medroso, mas o medo que me mantém vivo, eu poderia estar nadando com tubarões, eu poderia estar colocando minha cabeça na boca de um jacaré, eu poderia estar jogando Resident Evil no hard mas não, estou em segurança no meu quarto tentando manter afastado todo tipo de ameaça viva no mundo, mas nem sempre isso é possível.
 
  Um dia vou ficar traumatizado e violento de verdade, ai quero ver, esperem só eu comprar uma lupa pra ensinar uma lição a esses monstros rastejantes e uma raquete de tênis pros voadores…
blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics