Mulher gorda

Postado por Unknown | | Posted On segunda-feira, 8 de março de 2010 at 22:15

Atenção, essa é uma história real que aconteceu com meu amigo esses dias, ele me contou e tive a idéia de escrevê-la aqui, com algumas modificações minhas para ela ficar mais engraçada e menos deprimente.

gorda2

  Eu tava em uma festa, bebendo com uns amigos e vendo todos eles se dando bem, exceto eu. Fiquei sozinho por umas 2 horas até que ela entrou pelo portão… esbelta, maravilhosa, com os cabelos sendo soprados pelo vento em um movimento grandioso de ternura e paixão, seu único defeito, é uma das mulheres mais gordas que já vi na vida.

  Mas eu estava ficando meio bêbado e chamei ela pra conversar, nos sentamos e ficamos se conhecendo enquanto bebíamos conhaque. Pensem numa mulher que bebe. Ela virou tantos copos de conhaque que uma hora pensei pronto, se ela cair aqui vo ter que chamar a interprise pra carregar ela.

  Sério, só depois desse dia quando as lembranças foram surgindo que percebi o quão gorda essa essa mulher, pra vocês terem uma idéia o sutiã dela era um macacão. Eu não sabia onde acaba os peitos e começava as pernas dela, muito estranha… e eu a beijei.

  Ficamos na festa, se beijando, senti alguns olhares estranhos e uns comentários sobre nos mas nem liguei, eu tava necessitado e bêbado, se ela fosse um poste  naquele momento teria ido pra fita mesmo assim. Então que culpa eu tenho? Vários homens já pegaram coisa bem pior, não é minha culpa se o pai dela tinha elefantíase no sêmen e fez ela desse tamanho, ela continua sendo uma menina bêbada e burra louca por sexo, e eu que dei isso para ela naquela noite

  Resolvemos tomar um banho juntos, ficamos pelados e isso foi estranho, o espaço do chuveiro era pequeno e imaginei se eu derrubasse o sabonete e ela fosse pegar até a cozinha do outro lado da parede iria ficar sem ar. Nos beijamos mais e não vo entrar em detalhes sobre isso, mas digo que não foi algo bom, ela com a bunda virada pra mim, eu tentando achar o fim da sua cintura, depois procurando o buraco certo que pelo visto não encontrei, porque ela não parecia estar sentindo prazer nenhum, é claro que se juntasse todos os power rangers e se transformassem num megazord que entrasse nela ainda assim ela não sentiria prazer.

  Minha maior cagada foi não ter usado camisinha, espero que tudo dê certo, porque uma mulher desse tamanho grávida seria estranho, ela normal já tem a barriga do tamanho de uma grávida de 20 meses esperando um exército de umpa lumpas, imagine se engravidar de verdade? No final dos 9 meses o filho vai abrir a porta pelo lado de dentro e chamar todo mundo que está perto: “entrem aqui, tem mais espaço que toda essa sala de vocês, vamos fazer uma festa aqui dentro mesmo, e se puderem podem por favor me trazer um pônei pra eu brincar? Já to construindo um celeiro pra ele aqui”.

  Após terminarmos o ato que acho que posso chamar de sexual, saímos de lá e nos secamos com uma única toalha que tinha, não lembro bem se usamos realmente uma toalha ou os peitos dela, mas o que importa é que quando saímos tinha umas 15 pessoas na porta esperando para mijar e todos me olhavam com uma cara de: “Esse ai deveria ganhar uma medalha por sua bravura”

  Nem dei bola porque eu tinha acabado de fazer sexo após um ano na seca, eu tava feliz e bêbado, não vou ligar para as outras pessoas, eu tinha feito sexo com alguém que poderia praticar espanhola com uma árvore, isso não é algo para se envergonhar, não é mesmo?

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

  Quando ele me contou essa história (com mais detalhes que privei vocês de saberem), eu só consegui pensar em uma coisa… puta que pariu

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics