Academia

Postado por Unknown | | Posted On quinta-feira, 11 de março de 2010 at 16:10

importancia-da-academia-5

  Eu sou um cara sedentário, isso é fato, sou preguiçoso e não quero nem saber de chegar perto de algo que necessite esforço físico, esses dias na educação física no meu colégio tivemos que correr 10 minutos, eu não fiz isso, fiquei sentado apenas observando, é tão divertido ver mulheres correndo, os peitos subindo e descendo em movimentos rápidos, nesse dia o exercício que eu queria fazer com certeza não me daria nota na aula, mas eu garantiria pelo menos algum número.

  Meus amigos estão fazendo academia e me chamaram pra ir junto, eu não quis nem ir ver como era porque porra, se eu quisesse ver um monte de gente suada se esforçando pra conseguirem o que querem eu soltaria um porco com patins num acampamento para gordos.

  Tentaram me convencer, disseram que não sabem como tenho braços fortes mas sou gordinho, eles acham que é fácil levantar a barriga toda vez que vou mijar? Isso já é um esforço danado, e além disso faço exercícios para as pernas, sempre que perco meu controle remoto eu levanto e troco de canal manualmente, pra mim isso já é mais que suficiente.

  Me perguntaram se não penso no meu futuro e disse que penso mais do que eles, mantendo esse estilo de vida serei um jantar maravilhoso para os vermes do meu caixão e não simplesmente uma carne dura e sem gosto, mais futuro que isso é impossível.

  Eu já fiz exercícios na minha vida, bastante, era quase um atleta mas esse tempo passou. Comecei a me lembrar da época que eu fazia boxe, era bem divertido, mas foi nessa época que comecei a fumar. Eu passava umas duas horas na academia, no começo era legal, ficar pulando corda e dando socos no ar na frente de um espelho, acho que esse é um exercício pra ver o quão gostoso ficamos quando damos um soco, mas quanto mais eu me olhava mais eu tinha vontade de bater em mim mesmo.

  Uma coisa que nunca consegui fazer lá era bater naquelas bolinhas, punching alguma coisa, eu batia e ela voltava na minha cara, nunca dava mais de um soco seguido, sei lá a finalidade daquilo, acho que é um treinamento pra caso um dia quisermos bater em um boneco de posto.

  Com o treinador também era chato, ele colocava umas luvas gigantes pra eu bater na mão dele, me sentia numa aula de dança: jab, jab, direto, jab, passinho pro lado, dois pulinhos, gira e rodopia.

  Mas tive que desistir disso, abri meu pulso esquerdo porque no começo batia igual uma moça, sempre quis fazer igual ao caras fortões de lá, eles batiam no saco de areia e davam um grito estilo Bruce Lee, acho que isso servia pra assustar o saco, ele pensava “opa, entendido tigrão, vo ficar mais leve só para você, porque macho que é macho grita quando soca”, a mesma coisa acontece na cama com uma fisiculturista.

  Resumindo, exercício não é pra mim, eu começo a suar pra caramba só de dar um pique daqui até a porta, não quero ficar fortão e nem sarado, não quero quebrar nozes com minha bunda, não quero ter barriga durinha, o que tem que ficar duro nesse corpo já fica mais do que o suficiente, não quero me mostrar para ninguém e com certeza não quero ter asas de baixo do braço.

  20051123175811_crw_0466

  Pensando melhor, quebrar nozes com a bunda deve ser divertido, mas na minha situação acho que vou começar com uma banana…

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics