Me bate que eu gosto

Postado por Unknown | | Posted On quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 at 14:46

  Começou as aulas, isso significa que terei a possibilidade de ver muita porrada ao vivo no meu colégio, ou quase isso…

foto-47 Crédito da imagem portalmie.com

  Ontem acompanhei uma pseudo-briga entre manos vid4 l0k4 xxl nx0 modafóka bitch do cão, e fico impressionado com isso, os caras não brigam de verdade, eles se encaram. Sério, é mais ou menos assim que acontece:

- Po cara, porque você tá olhando pra mim?
- Tá tirando manu, nem to olhando pra você, se liga mané
- Fica de boa seu palhaço, vo estourá suas fuça

  Nesse momento eles ficam se encarando com cara de mal, ficam com uns 20 segundos assim, parece que estão fazendo aquela brincadeira de quem piscar primeiro perde. Então chegam perto um do outro (mas sem desviar o olhar), alguns dão um empurrãozinho no outro, outros dão ombradas, e chegam o mais perto possível do oponente e ficam nessa. Não sei se é pra intimidar, mas NUNCA vi um vileiro macho de verdade que tem a ousadia de dar um soco, eles só se olham e se empurram, imagino que os dois ficam pensando: “por favor, alguém separe logo isso, não quero apanhar hoje, mamãe tá fazendo lasanha e se eu quebrar um dente não vou poder comer. Mas fique focado cara, se eu desviar o olhar serei um perdedor e não quero isso”.

  E eles se olham, e ficam até que chega um salvador e separa a briga.

  Quando separam continua a mesma coisa, o cara tá sendo encoxado pelo separador, mas ele continua olhando para o oponente e as vezes até xinga ou grita “te pego na saída”.

  Calma ai cara, se for pra “pegar ele na saída” porque já não pegou agora? Eles não querem brigar, isso é fato, eles só querem se achar os fodões mas não passam de pequenos pedaços de merda de cachorro jogado na rua onde todos desviam para não pisar neles, não entendo essa porcaria, tenho a impressão de que todo vileiro é aprendiz de Jedi e fica tentando usar a força contra o adversário.

  Meu colégio é composto por 80% vileiros, 10% rockeiros, 10% bandidos de verdade e 10% de pessoas que não sabem contar, as vezes acontece uma briga de verdade que não envolve essa quase pegação entre dois homens malvados, mas quando ocorre uma briga de verdade é aquela coisa, ficam de putaria por 10 minutos se encarando, depois da separação falam que vão pegar ele lá fora, antes de sair ele finge estar muito bravo e que vai matar o cara, então chama seus amigos para ajudar (vileiros não sabem brigar sozinhos), o outro cara também chama seus amigos, ai acompanhado todo mundo vira machão, chega na saída e se pegam, se abraçam, se beijam, caem no chão suados e felizes, se encoxam até que a polícia chega para separar.

  Mas o pior das brigas em colégio é a platéia, o povo gosta de ver miséria alheia, é só alguém se encostar que já junta um grupinho em volta para ver o que vai acontecer, quando brigam o povo grita e xinga e entra no meio e abanam os braços e pulam e assoviam, é incrível isso, as vezes acho que estou rodeado por idiotas, mas após pensar isso eu percebo que também estou no meio deles olhando então é melhor ficar quieto.

  Nesse colégio também pela primeira vez vi briga de mulheres de verdade, e também fiquei espantado, o que houve com os velhos puxões de cabelos, arranhões e tapas? Essas meninas são loucas, acho que na favela tem uma academia de boxe secreta especial para meninas, só pode. A briga delas é muito mais emocionante que dos homens, elas não se encaram, não empurram, quando querem brigar vão direto na cara e dando socos. Quando a adversária cai elas continuam chutando até ver sangue. Biquíni e piscina de gel estão fora de cogitação.

  Mas as brigas delas começam sempre com algo inútil: “Ela roubou meu namorado…”

  Nunca vi o porque das mulheres brigarem por um homem, acho que elas não percebem que o seu namorado está pouco se fudendo pra ela, ficou com a outra porque quis, não porque foi obrigado e eles normalmente se divertem vendo as duas brigarem por ele, deve se achar o pegador, o machão, o foda. Se uma mulher rouba seu namorado você não deveria brigar, você deveria chegar pra ela, se ajoelhar e dizer: muito obrigado… agora tá com você, boa sorte e se vira.

  Mas não, elas querem defender uma espécie de honra. Porra, homem é tudo igual, só muda o endereço e o tamanho do pinto, se eu fosse uma mulher eu nunca brigaria por um homem, eu seria confiante e deixaria eles brigarem por mim. Agora elas vão lá, se enchem de porrada por causa de um vagabundo que tá se divertindo demais ao lado, leva vários socos, fica com a cara desfigurada e não vai conseguir nem ele e nem ninguém.

2006110611525811                                     (isso é uma briga de verdade entre mulheres) crédito da imagem zaroio.com 

  Eu não sou de brigar e nunca gostei de ver brigas, depois quando fico sabendo pelos fofoqueiros de plantão o motivo que levou as duas pessoas a se pegarem eu fico mais indignado ainda. “Ele olhou torto pra mim” Porra, já parou pra pensar que o cara poderia ser um vesgo?? “Ele ficou muito tempo me encarando”. Já parou pra pensar que poderia ter uma gostosa atrás de você e ele estava olhando pra ela? Seu egocêntrico¬¬. “Ele me estuprou quando eu tava bêbado”. Porra, já parou… ta, ai você tem razão, principalmente se gostou, nada melhor do que agarrar ele novamente mas agora em público.

  Uma vez que uma menina apanhou um cara da minha sala fez até um desenho explicativo no caderno, desde o que levou a briga até os sangues saindo após isso, gostaria de ter uma cópia desse caderno, foi engraçado.

  Mas então pessoas, se forem brigar, que sejam por algo útil, e se forem brigar, briguem, não se agarrem, não tem coisa mais chata do que ver uma briga estilo jiu jitsu onde dois caras suados se agarram no chão até algum ficar cansado e não aguentar mais, e vileiros, vocês não serão mais machos se brigarem, principalmente se chamarem os amiguinhos para ajudar.

  Espero que ninguém do meu colégio leia esse blog, não quero nenhum calça larga com bafo me encarando e dizendo “o que você disse sobre nós? O que você disse sobre nos? Tá tirando manu, tá tirando?” (eles repetem e abrem os braços enquanto falam pra dar uma ênfase maior").

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics