Eu encontrei a mulher perfeita

Postado por Unknown | | Posted On segunda-feira, 10 de agosto de 2009 at 14:32

ugly1us5

 

  Pois bem pessoal, esse foi um fim de semana até que legal, agitado, bonito. Mas antes de tudo quero dar Feliz Dia dos pais, principalmente para o meu papai querido que adoro e que me levou pra jogar sinuca, pagou bebida e nem reclamou de eu ser um pobre vagabundo que não teve dinheiro pra comprar um presentinho pra ele.

  Mas voltando ao fim de semana, sábado meu amigo veio aqui em casa, nos embebedamos de conhaque e passamos um sábado muito animado. Dormi só 3h porque domingo tínhamos que acordar cedo pra ir na minha tia encher a cara de cerveja e conversar sobre coisas que mudariam o mundo, como pastel de queijo ser melhor que o de carne e que minha mãe faz bolos melhores que minha avó. Jogamos sinuca, bebemos, transamos no pensamento, típico domingo normal. Mas voltando pra casa eu e meu amigo fomos num barzinho aqui perto, que na verdade agora é lanchonete, sem mais bêbados imundos num canto e com um garçom que é legal e nos serve direito, diferente do antigo dono que tínhamos que ir pegar a cerveja no balcão, ele abria a garrafa com o cu e bebíamos de golinhos na mão porque os copos estavam em falta.

  Na volta pra casa eu a vi… perfeita, andando na rua com sua amiga e uma criança, com aquele sorriso encantador, elas nos viram se aproximar e pararam na rua sentando no meio fio. Nos nos aproximamos, elas não paravam de olhar, eu estava bêbado e olhei, encarei, dei um sorrisinho sexy. A amiga dela tinha uma bunda incrível e grande, mas nem reparei, só conseguia olhar para aquele rostinho dela, aquele rosto perfeito. Passamos por elas, olhei pra traz e elas continuavam olhando, sorri mais uma vez e ela retribuiu. Viramos a esquina e nunca mais a vimos…

  Sim, esperava o que? Todos aqui sabem que sou um fracassado com mulheres, elas estavam mais fáceis do que uma camisinha minha ser enchida e jogada no lixo do que de ser usada do jeito certo, mas mesmo assim não tivemos coragem de chegar perto e dar um oi. Voltamos pra casa, pegamos uma cerveja e ficamos na frente do portão bebendo, ouvindo Beatles e sonhando com a possibilidade de elas aparecerem na nossa rua e concertarmos a merda que fizemos. Claro que elas não apareceram, mas ficamos pensando como nosso fim de semana teria sido melhor se parássemos de ser dois cuzões e criássemos vergonha na merda de nossa cara.

  Uma dica criancinhas infelizes que lêem essa porra de blog, se acharem uma menina linda que indiquem no olhar que querem dar para vocês, não sejam uns idiotas, elas não vão chegar e você estará confinado a sua imaginação e seu braço para te satisfazerem, o que não é nada bom, principalmente se você tem 18 anos na cara e nunca sentiu seu dedo molhar em um lugar que não é um lago mas que pode fazer você se afogar pro resto da vida.

  Voltarei agora para meus sonhos e esperanças de um dia reencontrá-la, e esperar que quando esse dia chegar eu esteja bêbado o suficiente para não ser um idiota ou pelo menos torcer para que eu crie coragem e seja eu mesmo.

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics