Carta para uma prostituta

Postado por Unknown | Marcadores: | Posted On terça-feira, 16 de junho de 2009 at 23:16

Querida profissional da área de diversões adultas e minha amiga Sabrina

 

Venho por meio desta pedir caricidamente que me perdoe. Do fundo do meu coração, eu sei que errei e estou demasiadamente arrependido. Me lembro até hoje do momento em que nos conhecemos naquela casa de massagens asiáticas, onde o seu chefe e cafetão Júlio Casanegla me cobrou 500 reais por uma massagem interna e pensei que ele estava interessado em me comer. Paguei com receio, imaginando que um afro-descendente daquele certamente iria me machucar e muito, mas não, ele me levou para seus aposentos onde pude desfrutar de sua bela compania por uma hora exatamente. Me lembro também de sua cara de decepção quando eu broxei mesmo após as suas carícias intermináveis no meu amiguinho. Você ainda me disse claramente que se desejasse brincar com minhocas escorregadias e sujas você seria pescadora e não prostituta. Me apaixonei por você nesse exato momento. Você é tão linda, eu realmente te amo, mesmo tendo que te dividir com meus amigos ricos que se encantaram com seu corpo esbelto e sarado, aqueles amigos que pagariam até mil reais para comer uma pedra, de tão excitados que são. Sabrina, não quero te incomodar com meu amor não correspondido, eu sei que esse é seu trabalho e que fui rápido demais em te pedir em namoro, mas eu não posso mandar no meu coração, ele me guiou até você e até hoje espera te reencontrar. Minha falta de dinheiro vai passar, minha situação está se ajeitando, meu tio Fred já disse que eu poderei limpar a casa dele duas vezes por semana e poderemos voltar a nos encontrar, como naquela vez em que saimos para o parque, você tinha acabado de atender a um cliente que pagou por meio serviço, apenas a parte oral, e nos beijamos freneticamente na frente de centenas de pessoas que olhavam para suas pernas encantadoras e para o restinho de leite condensado que você disse que seu cliente derramou no seu cabelo. Foi o dia mais perfeito de toda a minha vida, eu te comprei jóias, pipoca doce, sapatos, vestidos, calcinhas, um carro, um celular, uma viola, um vibrador e um sensodyne para seus dentinhos sensíveis.

   Também lembro daquela vez que te levei à ópera, você não queria ir no começo mas eu insisti dizendo que te compraria um anel de brilhantes. Foi maravilhoso, naquele dia descobri que você é a melhor mulher do mundo, não são todas que se dispõe a ajudar no probleminha de zíper daquele senhor simpático. Só não entendo porque você não deixou eu entrar no banheiro com vocês, mas acho que é porque você não queria que eu visse as partes dele, você é tão boa pra mim Sabrina. Quando você voltou com os bolsos cheio de dinheiro e com a boca cheia de água, na qual imagino que você não tinha onde cuspir e estava ruim demais para você engolir, e você me beijou, passando toda a água para a minha boca e eu engoli, mas até hoje me pergunto onde você conseguiu arranjar água do mar dentro do banheiro, mas era um lugar chique, tenho certeza que essa é a nova moda de lá. Nos fomos embora aquele dia num fusca-táxi-clandestino, onde o motorista era seu amigo e ficamos meia hora parados no encostamento, eu do lado de fora porque você mandou eu tomar conta para não sermos assaltados. Você sempre pensa em segurança meu amor, sempre pensando no próximo. Confesso que naquela hora eu até senti um pinguinho de ciumes, cheguei a pensar que você fosse capaz de me trair. Que tolo que eu fui.

  Toda noite eu estou indo dormir pensando em você, no dia em que você me deixou. Eu fiquei desempregado porque algum corno bateu na minha moto e não pude mais fazer entregas, quando eu te contei você logo pensou no meu estado físico, me perguntando se a conta do hospital seria muito cara e como diabos iria te sustentar agora, eu disse que estava bem mas falido e pedi para esquecermos isso e continuar a nos ver, continuar a irmos para a cama juntos que um dia eu conseguiria fazer ele levantar, mas você mandou eu ir para um lugar que eu não conheço, realmente nunca tinha ouvido falar nele e então se mandou de minha casa. Após aquele dia eu não consigo mais dormir direito, não consigo mais comer, virei um alcóolatra e um drogado. Me perdoe por minha falta de incompetência, prometo fazer algo para te compensar.

  Te amo muito meu amor, volte para mim. Sinto muito sua falta.

                                                                                        

                                                                                                            Com amor, Leidismar

 

 

Ok, prometo fazer um post que valha a pena ler em breve. Pouca cachaça+tédio=essa merda que vocês leem aqui.

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics