À procura do post perfeito

Postado por Unknown | Marcadores: | Posted On quarta-feira, 13 de maio de 2009 at 23:46

DSC00438             (Meu “local de trabalho” daí que sai toda a porcaria que você lê aqui)

  Hoje eu estava sentado na sala de aula e como sempre, estava pensando em algo para escrever a vocês ao invés de prestar atenção no loquinho com ereção que estava dando uma de professor. Comecei a pensar em várias possibilidades de posts, mas nada que me agradasse escrever. Olhei para o lado e vi uma senhora bunda carregando um corpo pra lá e pra cá como se estivesse pilotando um carro da nascar: não pára de andar em círculos e a única emoção é quando alguém bate na sua traseira. O pior era a calça que ela tava usando, aquela calça não valorizava nem a bunda mais, valorizava o útero dela. Vocês sabem de que calça eu to falando, certo? Aquelas pretas, coladas e tão finas que se tirássemos uma foto com flash poderíamos ver a merda ainda se formando dentro dela (agora nós já sabemos que isso é possível porque mulheres realmente cagam).

  Mas aí pensei melhor e percebi que um post sobre bundas não faria sucesso. Além do mais eu não reparo na bunda das meninas, não muito, sou mais o estilo romântico, que prefere olhar rapidamente para um corpo e ficar imaginando a cor dos seus mamilos e se é depilada, peluda, mais ou menos ou se tem um pinto.

  Uma aula se foi e ainda não achei um assunto para esse post. Talvez eu deveria falar sobre meu fetiche, os pés, e como existem mulheres feias pra caralho mas com um pezinho tão lindo que dá vontade de pedir pra ela enfiar eles no meu anus, ou mulheres incrivelmente lindas mas que só de pensar em seus pés eu broxo (não levem a mal, é que eles são essenciais nos meus sonhos, é onde minha língua começa a agir ou termina).
  Mas vocês já estão cansados de fetiches, principalmente os meus, que muita gente considera estranho. Não sei porque, já vi gente querendo arrancar os pelos da minha bunda com o dente…(hoje ela é lisinha)

   Pensei também em dar dicas sobre como agir com seus colegas, quando o assunto acaba e aquele silêncio constrangedor paira no ar, dicas do tipo, contem uma piada sobre alguma situação, ex:
- Ei pessoal, sabem aquela menina lá? (aponte para a mais gostosa que estiver no seu campo de visão) então, eu gosto de comparar ela com uma bunda gigante: só sai merda dela mas mesmo assim todos querem comer (balance o dedo indicador e o polegar juntos, com uma cara de bobo e um grande sorriso no rosto, seguido de um “entenderam? Hein? Hein? Hein?”, sem parar de balançar os dedos) 1750 .

  Mas novamente desisti de falar sobre isso, porque agora pouco fui testar essa no intervalo e fui vaiado… pessoal sem senso de humor.
  Até pensei na possibilidade de falar sobre o 11 de setembro,  porque minha professora tava falando sobre isso na aula e explicou pra nos que foi algo ruim, que matou vários inocentes…

 Não sua vaca, terrorismo é algo bom que não deveria ferir ninguém. Esses professores de escola pública… se eu quisesse ir num lugar pra ficar horas ouvindo merdas sem sentido que nunca irão me ajudar em nada eu iria na igreja casa da minha vó.

  É foda, mas isso não seria algo bom. Procurar o post perfeito é muito difícil. Falar sobre uma menina estranha que conheço, que fala sozinha, canta e anda quase caindo mas que é muito gata e tem peitinhos lindos? Não… nunca vo pegar ela mesmo. Falar sobre conversas de msn quando bêbado e ser odiado por vários dias? Também não, ficaria emo demais. Que tal um texto sobre molhar a mão na pia e limpar a bunda com ela logo em seguida? Tá bom, chega de bunda e de merdas.

  Tá difícil, mas acho que já sei… porra, é isso mesmo, como não pensei antes? Meu post perfeito será sobre

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics