O sonho acabou: Mulheres cagam

Postado por Unknown | Marcadores: | Posted On terça-feira, 12 de maio de 2009 at 01:02

DSC00431 

   Lá estava eu, feliz, com um pequeno excesso de álcool percorrendo meu corpo bambo, a alegria de um dia me convidando a sorrir, nada poderia abalar aquele garoto batizado na fábrica da Kaiser, aquele garoto que com o suor do próprio rosto e o dinheiro dos pais percorreu o caminho angustiante de duas quadras até a distribuidora de bebidas mais próxima e pediu com um sorriso no rosto o líquido sagrado, o líquido da vida, o preferido do mundo (aconselho a não pedirem cerveja dessa forma, principalmente se o atendente for um velho pedófilo solitário. Vão por mim, as chances de ele entender errado o pedido são grandes) e após o homem lavar a mão e me entregar a caixinha de cerveja geladinha, meu sorriso voltou a se alongar e os bons pensamentos voltaram para mim. Nada de ruim poderia acontecer, eu estava perto de tudo o que eu amava: família, bebida e amigos. Eis então que uma simples passada perto do banheiro principal mudou minha vida para sempre…

   Sabe aquele barulho que sai da barriga do seu tio após uma feijoada com caipirinha em família, que faz você se perguntar quantas colheradas a mais de feijão ele precisa ingerir para finalmente explodir e sair mais merda dele do que numa festa de comemoração do Corinthians ao som de Calypso? Foi mais ou menos esse som que eu ouvi, seria normal para mim se 10 minutos depois não tivesse saído uma mulher do banheiro. E pior, uma mulher bonita. Ok, pode parecer besteira achar que mulher não caga, mas é que daquele jeito eu nunca tinha visto. 3 descargas foram necessárias para limpar tudo, imagino a quantidade de papel higiênico que ela utilizou. Sério, se ela estivesse cagando numa floresta ela seria presa por desmatamento. Eu tenho pena até dos esgotos que terão que sentir aquela porcaria toda passando por entre eles levando tudo de ruim que tem pelo caminho, essa merda me lembrou do Robin Hood, saiu de uma rica pra invadir as ruas dos pobres. E o cheiro? Como esquecer do cheiro? Porcos canibais com diarréia num show de pagode numa prisão estadual seriam mais cheirosos. Meu sonho de que mulheres liberam no máximo bolinhas de cocô já embalados num saquinho perfumado acabou nesse instante. Ou, pelo menos, achava que elas soltavam um pequeno cocozinho brilhante que desapareceria ao tocar na água.

taay 001

   Mas não, elas são iguais a nós, cagam, peidam fedido, cheiram a mão, limpam a bunda com papel macio e depois olham para ele procurando desenhos na merda (Ahh, vai dizer que nunca fizeram isso? Eu já, e vi um duende)
   Percebi que a única diferença entre as mulheres e nós é que elas tem algo que todo homem deseja (menos os São Paulinos), ela tem algo que é sagrado, útil, maravilhoso, quase perfeito, sexy… Elas tem um cérebro (opa, agora elas não vão me odiar tanto).

   Só sei que isso acabou com minha vida e com meus sonhos. Daqui a uns dias vão me dizer que as mulheres tem sentimentos de verdade pelos homens e que são capazes de nos amar (coisa pessoal gatas, nem me xinguem, mamãe não gosta de ler xingamentos nos meus comentários).

   Depois de saber que as mulheres não usam “aquilo” só para manter guardado e regular pra nos essa preciosidade e diversão que foge à rotina, homens, tenham cuidado ao fazerem sexo anal, isso pode se transformar numa coisa nojenta, então quando forem fazer, fiquem de ladinho com o pinto contra a parede, dói menos (Entenderam? Entenderam? Tá, foi idiota, me odeiem). Mas lembrem-se: Merda será sempre merda, não importa de que cu ou boca ela sair.

   DSC00423

Ps: Te amo tia Joyce, mas nem cague mais no meu banheiro. O bom ar ta caro hoje em dia…

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics