Minha experiência de quase morte

Postado por Unknown | | Posted On sábado, 29 de janeiro de 2011 at 12:41

 

Aracnofobia: Medo de aranhas, o monstro assassino e cruel, e não envolve e sentido sexual da palavra aranha, isso é chamado viadagem, ou pop rock. Pessoas com aracnofobia tem tendência a serem melhores, pois sabem da ameaça que essas criaturas proporcionam à vida humana.

Fonte: Wikipédia

20_2633-blog-caixao

  Eu estava lá, tomando um banho longo e animado, como eu sempre faço quando minha cueca começa a feder ou as pessoas começam a se afastar de mim, ou quando é feriado. Eu lembro que meus últimos pensamentos antes dessa tragédia era uma música, uma música que eu tinha inventado e falava sobre meu saco ser gigante mas meu pênis ser minúsculo, tinha até uma coreografia onde eu dançava com as pernas abertas e garotas se ajoelhavam perante mim. Vamos lá, imaginem essa cena, e lembrem-se que eu estava pelado.

  Quando a música já estava no fim eu olhei para baixo e vi. Aquela coisa asquerosa e nojenta, com sede de sangue me olhando com seu olho maléfico e implorando por uma vagina ou mãos carinhosas que dessem prazer instantâneo a ele.

  Eu estava quase fazendo isso, mas então nessa hora eu vi uma aranha.

  Uma aranha no chuveiro é uma filhadaputagem extrema da natureza. No chuveiro não possuímos armas para vencer essa praga, não tem nada que possamos utilizar para matar enquanto ficamos em uma distância segura das suas garras assassinas. O que eu poderia fazer, ensaboar ela até a morte? Jogar o sabonete e esperar ela se agachar para então penetrá-la no ânus?

  Não, eu tava frito. O pior é que ela estava parada bem na entrada do box, tirando minha única chance de fugir à salvo de lá.

  O desespero tomou conta de mim. Eu ainda tinha shampoo no cabelo mas não tinha tempo para lavar, em breve eu sabia que ela iria parar de encarar sua presa e começaria a agir, eu tava prevendo uma voadora com as duas patas no meu peito com antenas venenosas entrelaçadas nas costas e terminando com um mortal estrelinha na nuca. Ou talvez ela fosse piedosa e desse apenas uma mordida giratória no meio dos olhos com efeito paralisante. Mas ela parecia cruel, então não posso descartar a aracnídeo house kick por cima com fezes flamejantes no bucho.

  Nunca senti tanto medo, observem essa imagem meramente ilustrativa que fiz da cena:

evil spider Eu no chuveiro carregando um taco de basebol e a aranha com seu tamanho real

  Finalmente após várias ameaças mentais da assassina, eu consegui, com meus ensinamentos vindo de filmes que ainda utilizam o parkour para fazer sucesso, mesmo ele sendo um saco, dar uma pirueta no chão com os dois braços pra cima e escapei pelo lado, sem que ela percebesse.

  Fui correndo, ainda pelado para o jardim, onde pude tomar um banho de mangueira e voltar para aniquilá-la, com a ajuda de um bravo guerreiro especialista em assassinos treinados.

FIM

Agora o que realmente aconteceu:

  Uma aranha entrou no meu banheiro enquanto eu cantava sobre o tamanho das minhas bolas, eu gritei igual uma menininha que perdeu a virgindade pro meu primo devido a uma aposta, saí correndo e chorando para o jardim onde minha mãe estava tomando banho de sol e matou a aranha usando um chinelo. Ela ficou meia hora rindo de mim e do meu medo e até agora eu estou usando o banheiro dela porque não quero entrar no meu.

  Eu não sou gay, sou prevenido.

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics