Dia de cão

Postado por Unknown | | Posted On quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009 at 10:49

Trabalhei… Sim pessoal, 2 dias de trabalho duro com meus primos como ajudante de pedreiro num consulado polonês. Viram só? Não sou um inutil completo, pelo menos eu acho que não. E lá aprendi coisas que eu nunca acreditei que fosse verdade, como: Seu chefe sempre aparece nas horas que você resolveu parar para descansar e tomar uma água, e nessas horas ele sempre te manda voltar para o trabalho e te chamar de preguiçoso; seu dinheiro nunca durá mais do que uma semana, e 90% dele é gasto com bebidas; banheiros sem fechaduras de casas de pessoas que você não conhece são extremamente bons de se masturbar; pedreiro sofre pra caralho; seu chefe sempre é um mala; ter que abrir um portão automático com um cachorro velho e sarnento ao seu lado e você carregando saco de pedra se importando apenas em não deixar o maldito animal sair pra rua é um saco e por fim, mas não menos importante, ter seu próprio dinheiro pra encher a cara sem culpa alguma e morrer em algum barzinho fedido e com bandas de pagode te incomodando enquanto comem feijoada requentada e caipirinha com pinga barata é gratificante pra caramba.
  No sábado fui trabalhar na Gazeta do povo, jornalzinho local que tem tanta morte que parece que estou lendo um livro de zumbis. Lá fui no telhado, solzão maldito, sede, vontade de tomar uma cerveja mas tudo o que eu tinha era meu próprio suor, minha cueca ficou tão molhada que cada ereção minha fazia tipo um tobogã nela… a tarde choveu, e fiquei molhado novamente, mas tudo deu certo. Enchi a cara, fiquei feliz e… sei la mais o que dizer, esse post nem ta engraçado, mas outra hora faço um melhorzinho. Enquanto isso vou voltar pro meu vômito

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics