Amolece desgraça

Postado por Unknown | | Posted On segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009 at 14:08


 Cara, ser homem é foda. Quando estamos excitados com alguma coisa simplesmente não temos como esconder. E o pior é que somos jovens, cheios de tesão para liberar em qualquer lugar que tenha alguma ninfeta dando bola pra nós ou alguma velhinha sendo encoxada por um cachorro. Mas é uma coisa extremamente foda, quando você está beijando uma menina e derrepente o bichinho que você deixou dormindo quando saiu de casa e teve todo o cuidado pra manter ele assim começa a acordar. Aconteceu isso comigo ja nas poucas vezes que beijei uma garota e que eu não estava extremamente bêbado ao ponto de nem saber ao certo se aquilo era uma menina ou um homem peludo e magricelo. Na praia, quando beijei uma menina louca e que provavelmente estava chapada de alguma substância que nunca vi na vida, ela tava la, prensada na parede, e eu encostado com ela quando o bicho começa a levantar. Ai você fica naquele desespero total né? Não sabe o que fazer, não sabe se sai de perto dela, se tenta disfarçar... Eu desencostei essa parte do corpo dela e fiquei de uma maneira que imaginei que se alguem passasse na hora e visse aquela cena, ela encostada na parede, e eu a beijando com a bunda empinada pra trás e aquele volume não-tão-grande-assim separando meu corpo do dela. É constrangedor isso, quando vocês terminam tenta fazer de tudo para esconder, seja colocando a camiseta em cima, seja dando uma ajeitada pro lado, ou pra cima, de uma forma que não apareça muito o vulome. Outra vez que isso aconteceu comigo foi a pior de todas. Eu tava no ônibus, sussegado, de pé no biarticulado, pensando em coisas nada a ver, quando começo a olhar pra uma mulher linda e extremamente gostosa que entrou e sentou ali por perto. Ainda me lembro daquelas pernas, e caralho... que pernas. Nisso eu fui olhando e meu corpo começou a me avisar pra parar com isso e voltar a pensar em algo não excitante, como VOCÊ de sunga dançando macarena na minha frente. Mas não, o idiota aqui continuou olhando, e quando subiu o máximo que ele tinha pra subir eu só pensei em uma palavra: Fudeu. Tava de pé bem na frente de uma velhinha que estava sentada, de forma que meu pinto ficava exatamente na direção da boca dela. E eu la, com as mãos levantadas, sem ter o que fazer, sem saber como disfarçar isso.  Na hora só pensei em duas alternativas: Ou eu saio de perto e vou para um lugar onde tenha menos gente e dou um jeitinho nele, ou eu tiro logo pra fora e deixo a velha realizar todos seus desejos mas íntimos ali, na frente de todos. Mas como eu tenho pinto pequeno e tenho vergonha dele, preferi a 1ª opção. É foda meus amigos, ja conheci casos de homens que não conseguem disfarçar isso quando estão perto de suas namoradas, que ja ficaram mais duros do que pau de adolescente em baile funk, isso na frente de seus pais. Será que é uma coisa normal ou somos simplesmente pervertidos com sede de sexo? Sei la, só sei que prefiro mil vezes um pau que sobe nas horas erradas do que um que não sobe nas horas certas. Beijos e boas ereções públicas.

Obs: Claro que a imagem tem algo a ver com a postagem, o canguru ta ereto. E ele é gostosinho, pelo menos quando vi a imagem dele me deixou aceso. Isso é normal né? Diz que sim, vai!!
blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics