MANU V1D4 L0K4 rapá

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 6 de janeiro de 2009 at 01:31


 E ae malandragem, eu sou o manu Cudibéra, to aki representando a favela, tá ligado? O bagulho aki é sinistro mermão, balas voando, crianças vendendo drogas maléficas, injetando maconha no sangue, bebendo lsd, se prostituindo pra comprar drogas e ficar doidão. Essa porra é pra qualquer num não rapaz, aki o bagulho ferve. Ouvimu rap, funk, racionais mc, RZO, bonde do tigrão, fat family, Rouge. Aki somu tudo VID4 L0K4 de verdade, não esses preiboy que tu vê andando ai pela rua, somu uma familia, somu açaçinos, somu cruéis, somu tudo uns zé piqueno ta ligado? Quando reune o manu turrão, o manu gelatina, o manu escorpião, o manu carreirinha, o manu fror de lis, ai sim o bagulho fica doidoooo cara. Nós saimu pelas quebrada, usamu droga, bebemu cerveja, comemu animais doméstico. Somu foda, os cara da cruz vermeia -uma gangue inimiga- ta sempre de olho em nóis, querem sempre nos pegá ta ligado? Ai nóis pega o tres oitão e metemu bala mesmo. É, somu foda pa caralho, ta sacando? Matamu mesmo, matamu e comemo, não bem nessa ordem, porq nóis é fodão cara, NÓIS É MACHO PORRA!!! NINGUEM TEM PIEDADE AKI NÃO, MATAMU TUDO MUNDO E CORTAMU AS CABEÇA DOS MALUCO CARA, VO MATA TODOS VOCES, TU TÃO FERRADO NA MINHA MÃO PARCERO, VO MATÁ TODO MUNDO, AHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!


 É, escrevi isso pra dizer o que passei esses dias. Tava lá, sussegado voltando duma festa super divertida, sem bebida, sem mulher, sem comida, quando entram no ônibus uma renca de manos. Esses caras são fodas, roupa larga, boné virado e feios. Puta que pariu, nunca vi tanta gente feia reunida, parecia o programa casos de família, só vida loka. Pior que parece que eles sempre estão apaixonados por mim, porque aqueles porras não param de me olhar. Eu, cuzão como sou, nem olhava, fiquei la, quietinho no meu canto, com cara de mal, olhando pra janela. Ai que aconteceu o pior. Uma dessas "manas" veio conversar comigo. Sério pessoal, essa foi a pior merda que poderia ter acontecido comigo. Pensem numa menina feia, usando calças de palhaço que caberiam uns 5 de mim la dentro. Um tênis que nem queria imaginar o tamanho do pé dela, mas daria um banho no pé grande. Um brinco que se eu quisesse poderia passar minha cabeça inteira por dentro dele, tinha tanto buraco de piercing na boca dela que imaginei que ela poderia chupar uns 10 pintos ao mesmo tempo, uma camisa curta que mostrava todos os pneus que ela tinha. Pneus de caminhão... não entendo porque essas meninas sabem que são gordas e usam uma camisa assim. Porra, coloca uma blusa meu, ninguem quer ver suas lumbrigas se remexendo no seu estômago. E ela veio falar comigo, sentou do meu lado, vi que todos os manos tavam olhando pra mim. Primeira coisa que me passou pela cabeça é que ela ia me assaltar, mas depois percebi que ela só estava afim de sexo com algum rockeiro feio e "prayboy". Chegou perguntando meu nome, minha idade, eu nem quis perguntar o dela, fiquei mais olhando pra janela pra tentar não vomitar no rosto da garota. Felizmente eles tinham que descer ali perto. Foi isso que me salvou. A vaca ainda perguntou se eu queria ir numa festinha com eles, como eu neguei, dizendo que tava voltando do trabalho e tinha que chegar cedo ela foi. Mandou um beijinho pra mim pela janela e eu pude voltar a respirar tranquilamente sem sentir aquele cheiro de maconha misturado com pinga barata. Foi foda pessoal, por isso que eu sempre digo: peixes não sabem transar fora d'água. eu sei, eu sei, isso não faz sentido, mas que é verdade, isso é.

obs: tenho nada contra vileiros, portanto que não me encham o saco...
blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics