1º Emprego

Postado por Unknown | | Posted On terça-feira, 6 de janeiro de 2009 at 22:55


 Ja faz um bom tempo que meu pai está me enchendo o saco pra eu arrumar um emprego. Daqui poucos dias é meu aniversário de 18 aninhos, e ele não quer mais que eu fique na internet de madrugada cantando menininhas bonitas e vendo pornografias. Que merda, essa minha vivinha pacata e sem graça está tão boa. Acordo a hora que eu quero, durmo a hora que eu quero, sem se preocupar com tempo, dinheiro, problemas de ereção, trabalho, escola, festas, roupas, banho, trocar a cueca, usar alguma roupa, enfim. Minha vida está perfeita, mas sei que tenho que ter responsabilidade, ganhar meu próprio dinheiro e blá blá blá. Pior que não sei como conseguir um emprego. Sou um cabeludo de 18 anos sem conhecimento algum de nada, no 2º ano do ensino médio ainda,um vagabundo sem vontade de levantar a bunda da própria merda pra poder se limpar. Não sei o que eu faço, quem sabe eu posso virar um stripper profissional e mostrar todos os meus 0,5 cm de pênis para velhinhas encalhadas e com uma barriga tão grande que se torna uma tarefa quase impossível para ela o simples ato de mijar. Ou então virar um caçador de insetos altamente perigosos para a humanidade (como aranhas e esquilos). Não, melhor não. Nesse mundo as aranhas são as predadoras cruéis e maléficas, não nos, simples humanos. Quem sabe eu possa arrumar um emprego de vendedor com minha vó numa barraquinha vendendo óculos piratas para pessoas estúpidas que comprar uma merda de 10 reais e acham que têm o direito de me xingar quando ele vêm com defeito. Ou melhor ainda, posso ser um bandidinho de merda e assaltar velhinhas indefesas usando como arma uma pinça e assustar elas com minha cara feia nunca beijada antes, nem pela minha mãe, que usava uma sacola plástica para me beijar para evitar qualquer contato comigo. É, não importa qual emprego eu tenha sorte de encontrar, eu serei igual a uma prostituta, porque concerteza irei me fuder. Mas o esquema é não desistir, afinal, existe alguma coisa boa nisso tudo. Por exemplo: Terei dinheiro para comprar bebidas e me tornar finalmente um alcóolatra dependente e fuder de vez com minha vida. Poderei pagar prostitutas fedidas mais gastas do que o chevette do meu primo e mais abertas do que a bunda do meu poodle depois de ser estuprado por um cavalo. Poderei comprar camisinhas na farmácia sem a dona me chamar de criança (maldita muié folgada, acho que ela falou isso só para me constranger na frente das menininhas gatinhas que tinham entrado bem na hora), é, pensando bem tem seus lados bons, mas ainda preferia continuar do jeito que está, pelo menos por mais uns 5 anos. ashuaus.

obrigado a todos e me desejem sorte para eu não achar nada e meu pai parar de encher meu saco
blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics