Fudido e mal pago

Postado por Unknown | | Posted On segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012 at 12:31

esmola1

  Cheguei de moto no serviço e minha gasolina acabou. Tudo bem, eu devia ter alguns trocados que seriam o suficiente pra me fazer ir pra casa e voltar no outro dia com mais dinheiro que eu tinha guardado, mas eu não contava que os trocados que eu achava que tava comigo tinham sido gastos na noite anterior sabe-se-lá com o que, porque eu tava muito bêbado.

  Fudeu, eu pensei. Eu preciso voltar pra casa urgente porque tenho um compromisso que não posso perder, e não tenho dinheiro nem pra pagar o sorriso de um banguela. Ninguém tinha pra me emprestar e meus cartões de crédito estavam em casa, não carrego eles porque sempre acabo gastando com besteiras (cerveja) e no final do mês tenho que ralar pra pagar.

  Faltavam 10 minutos para eu ir embora e já estava começando a ficar desesperado, quando uma oportunidade apareceu. Uma senhora rica pediu pra eu calibrar os pneus dela, e eu fui, sabendo que as chances de ela me dar dinheiro eram enormes.

  O tempo todo fiquei pensando: “Nossa, se essa mulher me der uma moeda qualquer as portas do céu estarão automaticamente abertas pra ela, seria a maior caridade que alguém já fez por outro alguém no mundo, fodam-se as crianças famintas na África, isso é mil vezes mais importante. Se ela tirar uma moedinha da bolsa uma luz vai surgir do céu e anjos vão anunciar a sua salvação, ela ficará no pedestal mais alto do universo, eu mandarei pintar um quadro dela no qual meus filhos irão reverenciar todo dia  agradecendo pela gentil e simpática senhora que ajudou seu pai a chegar em casa num dia frio e sombrio, ela será uma santa pela qual milhares de pessoas irão rezar pedindo o dinheiro da passagem ou da gasolina. Ela será uma deusa salvadora do universo.”

  Pena que aquela vadia vai pro inferno…

blog comments powered by Disqus
 
Web Analytics